DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 12/02/2018    332 Visualizações

Polícia Civil diz que machado encontrado não tem ligação com o caso Tainá

Compartilhar

O delegado de regional de polícia civil Rodrigo Duarte concedeu coletiva de imprensa durante a manhã desta segunda-feira (12), em Ariquemes, e falou sobre a informação veiculada no fim de semana onde apontou um suposto machado utilizado como instrumento para ceifar a vida da jovem Taina que estava grávida e desapareceu em 27 de outubro do ano passado, em Monte Negro .

O delegado negou a hipótese e classificou a notícia como "atropelo", "nenhum assassino seria tão burro ao ponto de cometer um homicídio e deixar o objeto do crime em determinado local e ainda um informante para ligar para a polícia e fazer denúncia". "Nos vamos periciar o objeto apreendido, se eventualmente tiver algum material genético que ligue à vítima, só assim iremos considerar linha de investigação neste sentido, por hora entendemos que o machado encontrado não faz sentido em nossas investigações", destacou.

Duarte disse também que a polícia civil já tem outras novas informações que estão sendo apuradas e que podem elucidar o crime.

Esta é a segunda denúncia falsa, há três meses a polícia recebeu uma ligação anônima que apontou uma casa como suposto cativeiro da jovem, o que foi averiguado pela perícia da polícia civil e descartado.

Entenda o caso: Caso Tainá - PM localiza machado supostamente usado na possível execução da grávida


FONTE: Jornal Rondoniavip

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE