DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 16/05/2018    71 Visualizações

DENÚNCIA: Vereador afirma que servidora fantasma recebeu R$ 87 mil na gestão Rosani Donadon em Vilhena

Compartilhar

Na noite desta terça-feira, 15 de maio, o vereador Wilson Tabalipa (PV) fez uma grave denúncia a qual ele investigou e averiguou que a prefeitura possuía uma funcionária fantasma na secretaria Governamental, que tinha o salário de 7.900,00.

De acordo com o vereador, a comissionada era Rosimar Alves Machado Fidelis, e não assinava folha de frequência e forneceu um endereço de Porto Velho. O seu nome sequer consta no Portal da Transparência da prefeitura de Vilhena.

"Ainda vamos apurar mais, todos devem ser ouvidos, secretários da SEMIG, da SEMAD e até a ex-prefeita, pois se houve pagamento para esta servidora, deve ter havido folha ponto, senão se trata de um crime ao erário público", disse Tabalipa. 

Ainda segundo relata Tabalipa, que além de vereador é policial civil, a servidora recebeu seu salário entre fevereiro e novembro de 2017. E nos últimos meses estaria, segundo funcionários da prefeitura, tentando receber o acerto. 

O endereço dado para admissão, segundo documentos entregues a Tabalipa, seriam de Porto Velho, mas a mesma estava lotada na SEMIG em Vilhena. 

Tabalipa, encerrou dizendo que ao conversar com diversos servidores da prefeitura, nenhum deles disse conhecer Rosimar Fidelis.

ABERTURA DE CPI E MINISTÉRIO PÚBLICO

 Os vereadores vilhenenses fizeram diversos comentários durante a sessão, mas garantiram que irão abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o possível crime e enviar a denúncia e os documentos para o Ministério Público. 

O espaço fica aberto ao ex-secretário da SEMIG, Romulo Azevedo, e a assessoria da gestão da ex-prefeita Rosani Donadon.


FONTE: Vilhena Notícias








  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK




    ..::TV BURITI NET::..

    PUBLICIDADE