DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 04/01/2019    194 Visualizações

Justiça decreta prisão do ex-deputado Jair Miotto

Miotto é acusado de usar servidores fantasmas para desviar verbas salariais em proveito particular.
Compartilhar

O juízo da 2ª vara criminal de Porto Velho decretou a prisão preventiva do ex-deputado estadual Jair Miotto (PP), a medida ocorreu no dia 04 de dezembro passado após a justiça não conseguir encontrar o ex-deputado para notificá-lo a apresentar defesa no processo criminal número 0012227-58.2018.8.22.0501, ajuizado pelo Ministério Público no mês de agosto de 2018, no qual o órgão acusa Miotto de ter contratado servidores fantasmas a época em que foi deputado estadual.

De acordo com peças da ação penal, Miotto utilizou nome de pessoas para inserir na folha de pagamento do seu gabinete na Assembleia Legislativa - ALE, porém as mesmas nunca trabalharam de fato, nem receberam os salários que supostamente eram desviados para interesses privados de Miotto. 

O juiz Edvino Preczevski foi quem assinou a ordem de prisão de Miotto e o tratou como foragido da justiça. Veja abaixo a íntegra da decisão.

Esta ação penal se embasou nos fatos oriundos da ação civil pública por improbidade ajuizada no ano de 2015, Clique aqui e saiba mais sobre esta ação civil.

Além de ex-deputado estadual (2007-2010), Miotto também foi prefeito do município de Monte Negro por dois mandatos (1997-2004).

Justiça decreta prisão do ex-deputado Jair Miotto


FONTE: Jornal Rondoniavip

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE