DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 10/01/2019    72 Visualizações

R$ 10,8 milhões em contas na Suíça envolvendo José Serra e PSDB

Compartilhar

A Justiça da Suíça rejeitou recurso que pedia a suspensão da cooperação entre as procuradorias das duas nações. A ação tentava impedir que dados bancários anteriores a 2010 fossem enviados ao Brasil.

A decisão final foi publicada na manhã desta quinta-feira (10), registrou o “Estadão“.

A investigação foi lançada ainda no mandato do então procurador-geral Rodrigo Janot.

A Procuradoria-Geral da República solicitou ajuda oficial no exterior no caso que envolvia a campanha eleitoral de José Serra e de outros membros do PSDB.

De acordo com os documentos do Tribunal, a movimentação financeira foi detectada a partir dos servidores de internet usados pela Odebrecht.

Os créditos em questão teriam sido depositados nos anos 2006, 2007 e 2009, totalizando R$ 10,8 milhões.

Uma das empresas offshore supostamente usadas no esquema é a Circle Technical Company Inc, de Amaro Ramos, considerado operador do PSDB.

Em nota, o PSDB afirmou que desconhece quaisquer valores originados da Odebrecht e repassados às empresas citadas. O senador José Serra também negou qualquer tipo de irregularidade.


FONTE: Estadão






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE