DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 11/05/2019    143 Visualizações

É preciso se antecipar a problemas para atender à população

Compartilhar

O presidente Jair Bolsonaro participou ontem (10) da reunião de gestores da Caixa Econômica Federal, em Brasília, e disse que é preciso se antecipar aos problemas para buscar atender melhor à população. “Sempre transmiti a todos que temos que ter a capacidade de nos anteciparmos aos problemas. Se uma pessoa chega perto de nós e diz que está com fome, não espere pedir um prato de comida, ofereça-lhe o prato de comida”, disse Bolsonaro.

De acordo com o presidente, nesses primeiros meses de governo, a Caixa já vem se antecipando e apresentando propostas para melhoria de seus negócios e serviços. “Essa deve ser a nossa política, buscar atender a população. Nós aqui todos somos soldados da pátria, temos esse compromisso, essa vontade de servir e buscar soluções e confiar no próximo”, disse a funcionários do banco público.

Bolsonaro estava acompanhado dos ministros da Cidadania, Osmar Terra, e da Secretaria-Geral da Presidência, Floriano Peixoto.

Durante dois dias, o evento reúne gestores e empregados da Caixa, reconhecidos por critérios de meritocracia, para apresentar um balanço dos primeiros meses de gestão, as diretrizes estratégicas, programas, ações e projetos prioritários para os próximos anos. O objetivo da Caixa é alinhar a atuação dos gestores e técnicos para o alcance dos objetivos e desafios estabelecidos pela nova gestão.

O presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Caixa Ecônomica Federal, Pedro Guimarães, participam da abertura da reunião de gestores - Antonio Cruz/Agência Brasil

Na ocasião, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, apresentou o novo cartão de crédito consignado do banco, lançado recentemente. O é destinado a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e não tem anuidade. “Nós vamos focar nas pessoas mais humildes, em crédito mais barato. A Caixa é um banco social”, disse.

Guimarães confirmou ainda a abertura do capital da Caixa Seguridades com o envio de RFP (request for proposal) para selecionar propostas de investidores. “Vamos revolucionar as operações se seguro da Caixa”, ressaltou.

Após a cerimônia, Bolsonaro embarcou para Foz do Iguaçu, no Paraná, onde, ao lado do presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, lança a pedra fundamental da construção da segunda ponte que vai ligar os dois países.

À tarde, o presidente segue para Curitiba, onde vai visitar o Centro Integrado de Inteligência e Segurança Pública da Região Sul. Ele participa da cerimônia alusiva ao início das operações do centro, acompanhado do ministro Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Bolsonaro retorna a Brasília ainda hoje, com previsão de chegada às 20h40.


FONTE: EBC






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE