DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 13/05/2019    112 Visualizações

Juízes apontam inconstitucionalidade na votação que tirou Coaf de Moro

Comissão decidiu tirar Coaf da pasta gerida por Moro por 14 votos a 11 | Foto: José Cruz / Agência Brasil / CP
Compartilhar

A União Nacional dos Juízes Federais do Brasil, que representa magistrados de primeira instância da Justiça Federal, apontou inconstitucionalidade na votação da comissão especial da Câmara que transferiu o Coaf do Ministério da Justiça de volta para a Economia.

Citou o artigo 84 da Constituição, que dá ao presidente da República poder exclusivo para dispor sobre a organização e funcionamento da administração federal, quando não houver aumento de despesas.

“O deslocamento do Coaf para o Ministério da Justiça já foi realizado e produz efeitos válidos e previstos na Constituição da República em razão do Decreto Presidencial 9.663 de 1º de Janeiro de 2019, que aprova o novo estatuto do COAF, não cabendo ao Congresso Nacional sua revogação, alteração ou modificação, pois o referido decreto não se insere no processo legislativo, prevalecendo a independência do Poder Executivo para atos de gestão.”


FONTE: O antagonista






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE