DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 14/05/2019    165 Visualizações

Família de apenado diz que policial estava bêbado e não sofreu tentativa de roubo

Compartilhar

Familiares do apenado Jelson Matheus Barroso Pinheiro, 21, procuraram a redação do jornal Rondoniaovivo para contar outra versão sobre a morte do rapaz ocorrida na tarde de domingo (12) na vila Codaron, em Porto Velho (RO).

 O apenado monitorado por tornozeleira eletrônica foi morto com três tiros por um policial militar da reserva remunerada. Segundo a família de Jelson, ele não teria tentado roubar o policial. Nenhuma arma foi localizada com o apenado.

 

"Meu irmão estava passando em uma trilha a procura de ladrões que tinham entrado na nossa chácara, quando entrou no terreno de outra propriedade rural onde ocorria uma confraternização do Dia das Mães, em que o PM participava e foi expulso do local. Em seguida ele foi perseguido pelo policial que estava bêbado em uma moto e executado com três tiros", finalizou um irmão do apenado.

 

A ocorrência foi registrada na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCC) e a Polícia Civil apura o caso.

 

A versão do policial é de que o apenado teria tentado roubar sua motocicleta, entrando na frente do veículo. O militar reagiu e matou ele a tiros.


FONTE: Rondônia Aovivo

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE