DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 31/05/2019    149 Visualizações

Sede do Fortaleza é pichada em ação de marketing contra o suicídio

Compartilhar

O CT do Pici, sede do Fortaleza, amanheceu pichado nesta sexta-feira (31). Mas não foi bronca da torcida. A ação é de responsabilidade do marketing do clube em parceria com o Ministério Público do Ceará, como forma de prevenção ao suicídio.

Palavras como: "Desisto", "É o fim", "Vergonha", "Acabou a Paz", "Basta" e "O terror vai começar" foram pichadas nas paredes do Estádio Alcides Santos, onde ocorre a obra do novo Centro de Excelência para a equipe principal.

Com três conquistas consecutivas em sete meses (títulos da Série B do Brasileiro, do Estadual e da Copa do Nordeste), o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, afirmou que o objetivo é mostrar que uma situação pode não estar bem, mesmo que as circunstâncias sejam boas.

  • O clube Fortaleza passa por um bom momento, e as pichações nas sedes deixam as pessoas com dúvidas: 'Por que isso?'. Às vezes você observa alguém que está ali e parece bem, mas a pessoa está passando por uma depressão ou tem uma tristeza que pode gerar um pensamento suicida. Precisamos trabalhar a prevenção. Queremos lembrar de ter mais carinho, amor e gentileza com os que estão próximos da gente - explicou.
  • Números em Fortaleza

     

    Dados do Ministério da Saúde apontam que a cidade de Fortaleza é a segunda colocada entre as capitais brasileiras com os maiores índices de suicídio, perdendo apenas para São Paulo. No Brasil, pelo menos 12 mil pessoas por ano tiram a própria vida. O país está entre os dez com maior índice de casos.

    Além desses dados, o suicídio já é considerado o quarto principal causador de morte entre homens e mulheres brasileiros de 15 a 29 anos. O país registra uma pessoa tirando a própria vida a cada 45 minutos - tempo equivalente ao primeiro tempo de uma partida de futebol.


FONTE: Globo Esporte






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE