DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 04/06/2019    291 Visualizações

Prefeitura abrirá sindicância para apurar acidente que causou morte de estudante em Ariquemes, RO

Felipe Rodrigues, de 16 anos, morreu na quinta-feira (30). Veículo transportava alunos à Ariquemes para a disputa do Jiema, quando colidiu contra ca
Compartilhar

A prefeitura de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, divulgou que abrirá uma sindicância nesta segunda-feira (3), para apurar o acidente entre a van escolar e um caminhão, na RO-457, conhecida como Travessão B-40, que causou a morte do estudante Felipe Santos Rodrigues, de 16 anos. A colisão aconteceu na última quinta-feira (30).

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), a van havia saído da Escola Estadual Maria Quitéria, no Garimpo Bom Futuro, com destino aos Jogos Interescolares do Município de Ariquemes (Jiema), quando aconteceu o acidente.

O motorista do caminhão relatou ao G1 que no momento do acidente havia uma densa formação de neblina e poeira, o que dificultou a visibilidade na estrada, que não é pavimentada.

 
Van da prefeitura iria para jogos escolares — Foto: Rede Amazônica/ReproduçãoVan da prefeitura iria para jogos escolares — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Van da prefeitura iria para jogos escolares — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

 

Após a colisão, o adolescente foi socorrido com fraturas no braço, costela e uma grave lesão no rosto. O adolescente passou por cirurgias no Hospital Regional da cidade, e os médicos detectaram a necessidade de retirada do baço.

Posteriormente, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsau) afirmou que o jovem seria transferido para uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital particular do município, que atende pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Mas, horas depois, o jovem sofreu uma parada cardíaca e morreu.

O velório do estudante aconteceu na sexta-feira (31), em uma igreja do Distrito Bom Futuro, a cerca de 70 quilômetros de Ariquemes (RO). O sepultamento foi realizado no sábado (1°), em Alto Paraíso (RO).

Com o procedimento, a prefeitura pretende apurar se o motorista da van teve culpa ou não no acontecimento do acidente.

 

O acidente

 

 
Motorista ficou preso dentro da van em Ariquemes — Foto: Rede Amazônica/ReproduçãoMotorista ficou preso dentro da van em Ariquemes — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Motorista ficou preso dentro da van em Ariquemes — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

A colisão entre a van escolar e um caminhão ocorreu na quinta-feira (30), na RO-457. Felipe, um outro aluno, duas educadoras e o motorista estavam na lotação. Ele foi retirado com vida de dentro do veículo, passou por cirurgia no Hospital Regional da cidade, porém não resistiu aos ferimentos quando seria encaminhado a uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

Equipes do Serviço Atendimento Médico de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros foram ao local para prestar socorro às vítimas. As equipes de resgate usaram vigas de madeira para estabilizar a van, que corria risco de tombar devido ao declive no terreno.

 

O Corpo de Bombeiros usou um desencarcerador para retirar o motorista, que estava preso às ferragens. Enquanto o Samu concentrava o atendimento a Felipe, que apresentava um quadro mais crítico, com múltiplas fraturas e lesões pelo corpo.

Nézio Manoel Moreira dirigia o caminhão envolvido no acidente. Ele tinha saído de Uberlândia (MG) há cerca de quinze dias e estava indo para Alto Paraíso deixar uma carga. Ao G1, ele contou no momento do acidente havia neblina e o motorista da van teria invadido a contramão, batendo no caminhão.

“Tinha neblina e poeira. O condutor da van perdeu o controle, eu segurei no freio, mas não adiantou. Ele bateu e parou daquele jeito ali”, detalhou o condutor, que não teve ferimentos.

 

A vítima

 

Segundo familiares, ao longo da semana Felipe Santos Rodrigues participava dos Jogos Interescolares Municipais de Ariquemes (Jiema) em diversas modalidades. No dia 27 de maio, ele havia sido campeão no atletismo, disputando a prova de revezamento 4x4.

No dia do acidente, Felipe e outro aluno viajavam na van para disputarem os jogos na modalidade de tênis de mesa. O adolescente também estava inscrito pela escola Maria Quitéria, em um time de futsal.

Por contra da tragédia, a Coordenação de Esportes da prefeitura de Ariquemes suspendeu o Jiema, na sexta-feira (31). Os jogos foram retomados nesta segunda-feira (3).

Irineu Junior, professor de matemática e coordenador do Jiema, ministrou aulas para o Felipe e conhece a família do adolescente e diz que o jovem era esforçado e estudioso.

“Era um aluno bom, de família evangélica, sempre feliz, nunca deu trabalho na escola. Tá sendo muito difícil, um choque mesmo. Ele veio fazer algo que ele gostava, foi campeão do atletismo e estava feliz por estar classificado para próxima fase do Joer”, disse o educador.


FONTE: G1 Ariquemes

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE