DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 07/06/2019    115 Visualizações

Aumento da frota e má conduta no trânsito são responsáveis por maioria dos acidentes afirma BPetran

Compartilhar
Os trabalhos de educação e fiscalização contribuem para a diminuição de acidentes

A má conduta no trânsito e o desrespeito às leis colaboram com o aumento de acidentes nas ruas de Porto Velho. Elizabete Lima já foi vítima de acidente e também já presenciou o mau comportamento dos condutores no trânsito.

“Certa vez eu estava dirigindo e o semáforo ficou amarelo, como vi que não dava tempo para passar, eu reduzi a velocidade. Mas a pessoa que estava do meu lado preferiu arriscar e acelerou. Foi a cena mais horrível que presenciei. O carro pegou em cheio o motociclista. E mesmo errado, o motorista que acelerou ainda quis tirar satisfação”, relembrou Elizabete.

Elizabete já foi vítima e presenciou vários acidentes

O resultado desse e outros comportamentos no trânsito resultam no aumento de ocorrências. Só nos primeiros cinco meses do ano, o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPetran) registrou quase mil ocorrências de acidentes de trânsito, envolvendo, em sua maioria, motociclistas. O aumento no número de acidentes, segundo Luiz Carlos, major do BPetran, possui relação também com o aumento de veículos circulando na capital.

“Nós fizemos um comparativo e observamos que todos os anos a frota aumenta em torno de 20 a 30 mil veículos na capital, sendo a maioria motos. Com o crescimento da frota, e sem a conscientização no trânsito, o resultado é o crescimento no número de acidentes, principalmente nos horários de pico: antes das 8h, 14h e 19h da noite”.

Em contrapartida, através de investimentos do governo do Estado, as vítimas fatais em acidentes de trânsito estão diminuindo. Resultado de ações educativas desenvolvidas pelo BPetran e Detran.

“Muitos desconhecem os trabalhos realizados pelo BPetran. Não apenas fiscalizamos ou autuamos irregularidades no trânsito. Nós temos o cuidado de educar para evitar a fatalidade. Através das guarnições de visita, nós visitamos hospitais, entramos em contato com vítimas de acidentes, prestando todo o apoio e orientação necessária. Temos o cuidado com a vida, o bem mais importante”.

"Pedestre atravessando a via distraído"

A implantação do “Sistema Mobile PM/RO”, que permite o registro online de ocorrências por meio de tablets e celulares, segundo o major, facilitou ainda mais o trabalho e atendimento às vítimas. “Antes, nós enfrentávamos toda a burocracia documental na hora de prestar uma ocorrência. Hoje, com o sistema, fazemos todo o processo no local do ocorrido, e em minutos o condutor recebe o registro da ocorrência, sem precisar ir até a delegacia”, destacou.

As fiscalizações também foram intensificadas na capital. Elisabete diz que concorda com as fiscalizações porque ajudam a diminuir os acidentes.

“Se eu estiver errada no trânsito eu posso mudar o comportamento. Mas se uma pessoa morrer por causa disso, não tem volta. Temos que aprender que com a vida não se brinca” alertou a dona de casa.


FONTE: Secom






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE