DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 01/07/2019    117 Visualizações

Juiz manda soltar assessores de ministro do Turismo

As prisões temporárias tinha prazo de cinco dias, prorrogáveis. Estavam presos Marcelo Von Rondon, Roberto Soares e Haissander de Paula.
Compartilhar

A Justiça de Minas Gerais determinou, na tarde desta segunda-feira (1º), a soltura do assessor especial e de dois ex-auxiliares do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

A decisão é do juiz Renan Chaves Machado, da 26ª zona eleitoral de Minas Gerais, segundo a revista Veja.

Os três foram detidos na última quinta-feira (27) pela Polícia Federal em decorrência das investigações sobre as candidaturas laranjas do Partido Social Liberal (PSL) de MG. Ele estavam em prisão temporária desde então.

 

As prisões temporárias tinha prazo de cinco dias, prorrogáveis. Na sexta-feira (28), o juiz havia negado o pedido de soltura feito pela defesa.

Estavam presos Marcelo Von Rondon, assessor especial do ministro Álvaro Antônio, Roberto Soares Haissander de Paula, ex-assessores e que coordenaram a campanha do político no Vale do Aço, em Minas.

O ministro do Turismo sempre negou participação em irregularidades. O caso foi discutido pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em reunião com o ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, nesta segunda-feira.


FONTE: veja






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE