DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 03/07/2019    207 Visualizações

Divulgada foto de mala com 39 kg de cocaína apreendida com sargento da FAB

Compartilhar

Após exata uma semana da prisão do sargento Manoel Silva Rodrigues, 38, com 39 quilos de cocaína na Espanha, a imagem da droga foi divulgada. A foto foi obtida com exclusividade pelo ‘El País’.

Chama atenção na imagem o quão desprotegida está a droga, mostrando que o militar praticamente não tomou nenhum cuidado para ocultar o conteúdo criminoso.

Esse fato, afirma o ‘El País’, faz com que policiais espanhóis suspeitem que o sargento brasileiro acreditava que não seria submetido a nenhum tipo de controle alfandegário por fazer parte da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em viagem oficial ao Japão, onde ocorreu o G20.

Entenda o caso

Na terça passada (25), durante uma escala do avião da Força Aérea Brasileira no aeroporto de Sevilha, o militar foi interceptado durante um controle com 39 quilos de cocaína divididos em 37 pacotes em sua mala.

De acordo com o porta-voz, o militar se apresentou ante um tribunal já na quarta passada (26), acusado de cometer delito contra a saúde pública, uma categoria que inclui o tráfico de drogas na Espanha.

Ele estava em um avião reserva da presidência, que antecede a aeronave onde estava o presidente brasileiro, que decolou na terça-feira à noite para Osaka, no Japão, para participar da reunião do G20.

Rodrigues fez ao menos 29 viagens no Brasil e no exterior desde 2011, várias delas com o staff presidencial. No entanto, nem sempre o deslocamento se deu para acompanhar agenda do mandatário do país.

Rodrigues recebe salário bruto de R$ 7.298, segundo o Portal da Transparência, que lista o histórico das viagens.

Em 27 de fevereiro deste ano, o sargento preso estava entre os militares que seguiram Bolsonaro em viagem de Brasília a São Paulo para a realização de exames médicos. Entre 18 e 20 de março, houve mais uma missão de transporte do escalão avançado da Presidência.

O sargento embarcou em Brasília rumo para São Paulo, de onde seguiu para Porto Alegre. O avião fez novamente o trecho Porto Alegre-São Paulo-Porto Alegre, retornando para Brasília. Naqueles dias, Bolsonaro esteve nos Estados Unidos. Em 24 de maio deste ano, o militar fez bate-volta de Brasília a Recife, acompanhando o presidente, que passou todo o dia em Pernambuco.

Ele também cumpriu outros 14 roteiros entre 2016 e 2018, período em que o presidente era Michel Temer. Em janeiro do ano passado, por exemplo, Rodrigues estava no grupo que acompanhou o emedebista na Suíça para o Fórum Econômico Mundial.

Houve também ao menos quatro missões quando o país era governado por Dilma Rousseff. Em 6 de maio de 2016, o militar estava no séquito da petista em viagem a Juazeiro do Norte (BA) e Cabrobró (PE) para visitar as obras de transposição do São Francisco.

Em 2011, o sargento também foi designado para agendas de representantes do Itamaraty em Washington, nos Estados Unidos, e Saint John's, em Antígua e Barbuda, no Caribe.


FONTE: Yahoo






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE