DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 05/07/2019    364 Visualizações

Caminhão-tanque do Ibama é incendiado próximo a reserva

Região onde incêndio aconteceu fica próxima à Reserva Indígena Roosevelt, no interior do estado.
Compartilhar

RONDÔNIA - Um caminhão-tanque que levava combustível para abastecer helicópteros do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) pegou fogo, nesta quinta-feira (4). O caso ocorreu próximo a Reserva Roosevelt, no interior de Rondônia. A Polícia Federal acredita que o incêndio tenha sido causado por "batedores", – pessoas que trabalham para madeireiros atuantes na região.

Segundo a Polícia Militar, o caso ocorreu durante uma operação do instituto dentro da Reserva Roosevelt.

O incêndio começou no caminhão no distrito de Boa Vista do Pacarana, do município de Espigão do Oeste (RO), distante a cerca de 540 quilômetros da capital Porto Velho, perto da reserva.

Informações iniciais indicam que o motorista do caminhão-tanque e agentes do Ibama ainda estejam no local aguardando resgate.

Em um dos vídeos feitos por moradores da região, e compartilhados em redes sociais, mostram o caminhão pegando fogo e as chamas intensas alimentadas pelo combustível que estava sendo transportado. Não há confirmação de reféns.

A Polícia Militar do 4ª Batalhão de Cacoal e agentes federais de Ji-Paraná, municípios próximos ao local, estão sendo deslocados até Boa Vista do Pacarana para verificar a situação e levantar informações preliminares sobre as causas do incêndio, além de resgatar os agentes do Ibama e o motorista.

G1 enviou um e-mail ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) sobre o caso e aguarda retorno.

Mapa mostra localidade do distrito de Boa Vista do Pacarana, região onde caminhão-tanque pegou fogo.  — Foto: Reprodução/Google Earth

Mapa mostra localidade do distrito de Boa Vista do Pacarana, região onde caminhão-tanque pegou fogo. — Foto: Reprodução/Google Earth

 

Reserva Roosevelt

 

A Reserva Roosevelt é considerada uma região de conflitos e roubos de madeira por criminosos. É também conhecida pela extração ilegal de diamantes e morte de madeireiros e indígenas.

O fato mais recente foi a destruição de maquinário pesado e acampamentos que ficavam concentrados em uma área de garimpo e desmatamento ilegal nas terras indígenas da Reserva Roosevelt, em fevereiro desse ano.

 


FONTE: G1 /Rondonoticias






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE