DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 03/08/2019    651 Visualizações

Buritis: aumento de queimadas urbanas, coloca em risco a saúde da população, pode gerar multa e até prisão.

Compartilhar

No Brasil, a prática da queimada é muito comum, em Buritis não é diferente e vem aumentando em uma proporção alarmante, porém nem sempre é causada de forma controlada.

As queimadas intencionais ou provocadas pela falta de chuva, geram graves consequências e é durante a época da estiagem, principalmente do mês de junho à inicio de outubro, que aumenta a incidência de queimadas em função das condições climáticas. Porém, os principais fatores que ocasionam focos de incêndios em áreas urbanas ou rurais, estão associados a pequenas queimadas provocadas pelo homem. Entre as mais comuns estão queima de lixo, de restos de poda e capina, queimada para limpeza de terrenos, para a agricultura, renovação de pastagem ou loteamento e até mesmo pontas de cigarro jogadas aleatoriamente.

As queimadas no campo trazem sérios problemas a saúde ambiental, pois são extremamente prejudiciais à qualidade do ar, ocasionando o desequilíbrio ambiental com a morte da fauna e flora.

Em áreas urbanas, aumentam o calor na cidade e causam poluição do ar pela geração de fumaça e liberação de gases que afetam a saúde da população, agravando problemas respiratórios, principalmente em crianças e idosos. Elas são ainda, frequentemente, grandes causadoras de acidentes nas estradas e vias públicas municipais.

Como exemplo esta semana, o Corpo de Bombeiros Militar, foi acionado para comparecer na estrada da Faveira, divisa dos setores 07 e 08, do município de Buritis, região no Vale do Jamari, pra combater um incêndio em um matagal, onde funcionava uma serraria, e por pouco não foi destruída uma casa que fica em meio a vegetação, graças a ação rápida dos Militares que atuam no município, o fogo foi controlado.

 O proprietário do terreno tem que ser responsável e deve realizar a capina preferencialmente mecânica ou manual ou, se química, acompanhada por um profissional devidamente habilitado. Sendo assim, é necessária a limpeza completa do terreno e o muramento da área, como forma de prevenir a queima criminosa.

A prática de queimada é crime conforme o Código Penal Brasileiro (Lei nº 2.848 de 07 de dezembro de 1940) e a Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998) e código ambiental municipal, lei nº 848/2014, que estabelece pena de reclusão e multa.

 Em caso de queimada urbana, os munícipes devem, primeiramente, acionar o Corpo de Bombeiros através do telefone 193, para que seja realizado o controle do mesmo e posteriormente ligar na secretaria Municipal de meio ambiente e Sustentabilidade, (SEMMAS), e fazer sua denúncia, para que o proprietário seja autuado.

(SEMMAS, telefone 3238-2082, ou na rua Barretos 1651, setor 03, atendimento de segunda a sexta, 07:30 a 13:30).

 


FONTE: TBN Noticias por Wayner de Lima






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE