DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 04/08/2019    200 Visualizações

Grupo de empresários de Rondônia tem nova agenda em Brasília

Compartilhar

O grupo de Empresários e lideranças dos diversos setores produtivos de Rondônia já está buscando nova agenda no Distrito Federal. Desta vez as reuniões serão com o presidente da Câmara dos Deputados e com o presidente do Senado Federal.

No dia 30 de julho o presidente Jair Bolsonaro recebeu no Palácio do Planalto, a comitiva de empresários rondonienses para tratar de um documento resumo das principais ações de governo que deverão promover a desoneração fiscal e tributária, ampliar o ambiente de negócios, ampliar a base do emprego e do trabalho no campo e nas cidades, e certamente promover, pelas ações de infra-estrutura dos portos e rodovias a ampliação das atuais taxas de crescimento do PIB do estado de Rondônia que já está no patamar dos 40 bilhões.

As audiências estão sendo agendadas e acompanhadas pelo deputado Coronel Chrisóstomo de Moura (PSL-RO), e a comitiva do chamado Grupo de Ação Empresarial do Estado de Rondônia (GAERO) terá mais uma vez a participação das principais lideranças do setor privado.

Em conversa hoje com o  empresário do setor do comercio aqui da nossa capital, Francisco Holanda, que integrou a comitiva, defensor dessas agendas e do documento resumo do progresso de Rondônia, disse que possivelmente já nessa próxima quinzena haverá confirma dessas audiências.

O documento elaborado por equipe técnica capacitada, recebeu informações e sugestões de todos os segmentos econômicos ao longo dos últimos 12 (doze) meses, sendo um registro favorável ao empreendedorismo e a abertura comercial para os produtos de Rondônia para alavancar projetos de geração de riqueza e promoção da renda em todos os municípios nos próximos anos.

Será bastante oportuno que essas agendas possam influir e colaborar com o planejamento plurianual (PPA) a nível federal e também em nível local; segundo o empresário Jaime Bagattoli esse é um dos principais objetivos dessa ação organizada.

Outra liderança que faz uma defesa incondicional da ampliação do porto de Guajará-Mirim e a construção de outro porto em Costa Marques, Cesar Cassol, signatário do pedido de audiências em Brasilia-DF, disse que esses são projetos importantes para ampliar os negócios entre o Brasil e a Bolívia na próxima década. “A indústria de Rondônia tem diversos produtos para vender ao País vizinho, mas a burocracia emperra os negócios. 

Na audiência com o presidente Bolsonaro, registramos que o nosso vice-governador, empresário José Jodan entende que essa abertura comercial dará a Rondônia possibilidades reais de ampliar as vendas e aumentar a receita, pois exportará além da Bolívia, para outros países como Peru e Chile que estariam na mesma rota.

Os temas pelo visto são bastante oportunos e no momento em que as autoridades do orçamento e do planejamento nacional e do estado debruçam sobre projetos, planos e programas, é certo que a defesa do setor de investimentos, de produção e de comercialização de bens de consumo e dos serviços sob todos os aspectos, estará dando o tom para o desenvolvimento sustentável de nossa amada Rondônia.


FONTE: (Aroldo Vasconcelos)






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE