DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 06/08/2019    354 Visualizações

Acidente envolvendo carro, caminhão e ciclistas deixa três mortos e vários feridos

Compartilhar

Um grave acidente envolvendo um carro de passeio e um caminhão deixou três pessoas mortas. De acordo com as autoridades locais, a tragédia aconteceu na manhã de domingo (4), na BR-365, próximo a cidade de Macaúbas, em Patrocínio, no interior de Minas Gerais (MG). As primeiras investigações feitas pela polícia, apontaram que o veículo de passeio saiu da cidade Romaria com sentido a Patos de Minas.

Por rasões ainda desconhecidas, o motorista do carro perdeu o controle do veículo invadindo a pista ao contrário e bateu em um caminhão. Em seguida, invadiu uma ciclovia e atingiu um grupo de doze ciclistas. 

Com a batida, o motorista do carro e um cilista identificado como Rubens Eustáquio Lucas, de 44 anos, morreram na hora. De acordo com informações do site G1, cinco ciclistas ficaram feridos e foram levados para uma unidade médica mais próxima. No carro de passeio haviam quatro passageiros.

O motorista identificado como Fabrício Geraldo Gonçalves Alves, de 28 anos, que morreu antes mesmo do socorro chegar, e mais três pessoas que foram socorridas e levadas para o Pronto Socorro Municipal de Patrocínio, uma delas em estado grave. O condutor do caminhão não ficou ferido no acidente. 

Segundo informações do site Triangulo Notícias, um passageiro do carro de passeio, que foi socorrida em estado grave, não resistiu aos ferimento. A vítima foi identificada como Maria Aparecida Ferreira de Souza, tinha 55 anos.  

A polícia relatou que nesta época do ano, a BR-365 o fluxo de carro dobra. Devido a festa que acontece todos os anos na cidade de Romaria, que homenagem a Nossa Senhora da Abadia. A cidade de Romaria recebe vários fiéis de várias cidades para pagar suas promessas.  Um inquérito policial foi aberto para investigar as causas do acidente. 

 


FONTE: Norte notícias

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE