DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 09/08/2019    308 Visualizações

Falsário é preso no Detran por tentativa de fraude contra o sistema

Compartilhar

O corregedor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) prendeu em flagrante na quarta-feira (7), em Porto Velho, José Ernandes Veloso Ferreira Martins, mais um falsário que tentou alterar dados da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), usando documento de identidade falso, confeccionado por ele mesmo há três anos.

De acordo com o corregedor-geral do Detran, delegado de polícia Glauco de Paula Souza, o falsário que era objeto de investigação de vários órgãos de segurança, por suspeita crimes similares e de outros não menos graves, começou a ser descoberto quando requereu no guichê da Coordenadoria Metropolitana de Trânsito (Cometran) a alteração de seus dados na CNH, indicando que seu antigo CPF havia sido cancelado.

Suspeitando da incongruência das informações e do padrão diferente do documento de identidade que apresentou no guichê, o agente do Detran acionou o Corregedor da autarquia, que prontamente atendeu a ocorrência, adotou a medidas legais pertinentes e prendeu José Ernandes Veloso Ferreira Martins, com o apoio da autoridade policial da 2ª Delegacia de Polícia Civil da Capital.

O delegado Glauco de Paula informou que esta é a terceira vez em pouco mais de um mês que o Detran surpreende criminosos tentando fraudar as ações do órgão. Ele lembra que no início do mês de junho uma quadrilha formada por Paulo R. S. L. Edinaldo C. e Alderi F. P. também foi presa em flagrante tentando liberar uma camioneta apreendida, usando uma procuração falsa. Em seguida foi preso também em flagrante Natanael do Santos Fertonane, pelo crime de fraude, ao tentar alterar a categoria de sua CNH apresentando duas certidões falsas do Serviço Social do Transporte (SEST/SENAT).

Assim como as anteriores, a prisão desta quarta-feira ocorreu na área de atendimento ao cidadão na Cometran, quando o falsário tentou alterar os dados da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), apresentando, para tanto, uma cédula de identidade falsa confeccionada por ele mesmo há três anos, para burlar a Receita Federal e dificultar sua própria identificação, uma vez que usava um novo CPF, diferente do original, o que encobria sua vida criminosa e dificultava o trabalho da Polícia, já que é dono de uma extensa ficha criminal que inclui até estelionato.

Mais uma vez o diretor-geral do Detran, coronel Neil Gonzaga, reconheceu a presteza do servidor da Cometran e do corregedor Glauco de Paula, que foram providenciais e rápidos para prevenção de mais uma ocorrência ilegal contra o Detran. Ele disse que é objetivo da Diretoria do órgão ampliar as ações não só da Corregedoria, mas também do órgão de controle interno, para prevenir e/ou combater qualquer tentativa de ilegalidade nos atos e nas ações da autarquia.


FONTE: Secom

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE