DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 14/10/2019    275 Visualizações

Homem leva tapa no rosto e quebra cabo de vassoura na cabeça da ex-mulher

Ele disse aos policiais que antes havia sido agredido com um tapa no rosto e em seguida quebrou um cabo de vassoura na cabeça dela
Compartilhar

Um homem de 41 anos, foi preso na noite deste domingo (13), após agredir violentamente a ex-mulher. Ele disse aos policiais que antes havia sido agredido com um tapa no rosto e em seguida quebrou um cabo de vassoura na cabeça dela, durante briga por motivos fúteis em uma residência localizada Avenida dos Pioneiros, região central de Nova Califórnia, distrito de Porto Velho

O homem afirmou aos policiais que estava passando o final de semana com o filho, e no domingo a mãe foi buscar a criança. O casal começou a discutir por motivos fúteis e a mulher desferiu um tapa no rosto do ex-marido, que ficou furioso, se apossou de um cabo de vassoura e agrediu a mulher na cabeça e no rosto.

A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência e as partes foram encaminhadas para a delegacia.

Um homem de 41 anos, foi preso na noite deste domingo (13), após agredir violentamente a ex-mulher. Ele disse aos policiais que antes havia sido agredido com um tapa no rosto e em seguida quebrou um cabo de vassoura na cabeça dela, durante briga por motivos fúteis em uma residência localizada Avenida dos Pioneiros, região central de Nova Califórnia, distrito de Porto Velho.

 

O homem afirmou aos policiais que estava passando o final de semana com o filho, e no domingo a mãe foi buscar a criança. O casal começou a discutir por motivos fúteis e a mulher desferiu um tapa no rosto do ex-marido, que ficou furioso, se apossou de um cabo de vassoura e agrediu a mulher na cabeça e no rosto.

A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência e as partes foram encaminhadas para a delegacia.


FONTE: Rondoniagora

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE