DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 21/10/2019    470 Visualizações

Jovem é morto a tiros de pistola .380 no Setor 5 em Ariquemes

Compartilhar

Um rapaz de 21 anos, identificado como Clecione Oliveira de Almeida foi morto a tiros na madrugada de domingo (20) enquanto na Rua Rio Grande do Norte no Setor 5 em Ariquemes (RO). Vítima apresentava ferimentos no pescoço lado direito e esquerdo e nas costelas lado esquerdo. Ele brigou com um homem na Casa de Show localizada próximo à BR-364, saiu em uma motoneta com uma jovem, foi perseguido de moto pelo atirador que fugiu após os disparos.

A guarnição composta pelos Policiais Militares CB Rodrigues, CB Odenilson, SD Rodinei, SD Anderson Godoy receberam da Central de Operações a solicitação para verificarem denuncia de disparos de arma de fogo no Setor 5. No endereço encontraram uma jovem de 19 anos ao lado da vítima próximo à uma motoneta web. O Serviço Atendimento Médico de Urgência (SAMU) foi acionado e uma equipe chefiada pelo Dr. Mauro, constatou o óbito de Clecione Oliveira de Almeida, os policiais isolaram o local, comunicaram a Policia Civil (PC) e Policia Técnico Cientifica (Politec).

Aos policiais, a jovem disse que estava com a vítima em uma Casa de Shows próximo à BR-364 e ele se envolveu numa confusão com outra pessoa, o casal resolveu ir embora, saíram na motoneta Web, percebendo que estavam sendo perseguidos por duas motos uma motoneta Honda Bis,  e outro homem em uma moto Honda 160,  sendo um deles o rapaz que o mesmo havia se desentendido no forró, ao serem alcançados, o homem que estava na motoneta Honda Biz efetuou três disparos contra o rapaz, os três suspeitos fugiram após os tiros.

A perícia foi acompanhada pelo delegado da homicídios Rodrigo Camargo, a vítima foi atingida por no pescoço e na costela. Após a saída da perícia, um dos policiais encontrou uma capsula de munição calibre 380 há uns 20 metros do local onde a vítima estava, material foi recolhido e juntamente com a motoneta Web, entregue na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) após o registro da ocorrência

 


FONTE: POLÍCIA CIVIL

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE