DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 29/10/2019    210 Visualizações

MINISTROS ANUNCIAM INVESTIMENTOS SAUDITAS DE US$ 10 BI NO BRASIL

Ônyx Lorenzoni e Ernesto Araújo afirmaram que instituirão um "conselho de cooperação" nas próximas semanas para definir prazos e áreas
Compartilhar

Enviado especial a Riade (Arábia Saudita) e Brasília – Os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disseram nesta terça-feira (29) que o fundo de Investimento Público Saudita (PIF), da Arábia Saudita, anunciou investimentos de US$ 10 bilhões no Brasil. Segundo Onyx, haverá a instituição de um “conselho de cooperação” entre os dois países para definir em que áreas e prazos esses recursos serão aplicados.

A previsão é de que o conselho seja criado no prazo de “duas a três semanas”, com o objetivo de “dar fluidez na aplicação” dos recursos e permitir que os investimentos tenham início no próximo ano. Ainda de acordo com o titular da Casa Civil, a parceria “está confirmada por todas as autoridades locais e pela representação brasileira”.

 “No ano que vem, o PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) tem um conjunto muito grande de ofertas, quer na área de óleo e gás, quer na área de portos e aeroportos, rodovias e ferrovias; temos, por exemplo, grande interesse na Ferrogrão (Ferrovia EF-170), do Mato Grosso ao Pará, importantíssima para o Brasil. São praticamente mil quilômetros de ferrovia, tem um custo estimado em mais de US$ 3 bilhões”, apontou Ônyx. “Nos últimos 10 anos, não teve nada parecido com isso.”

O ministro da Casa Civil destacou que os dois países têm “economias complementares” e que o anúncio “é uma notícia extraordinária”. “Demonstra que toda a estratégia montada pelo ministro Ernesto, e que vem sendo cumprida pelo presidente, faz com que o Brasil se relacione com as maiores e melhores economias do mundo, diferentemente do que acontecia antes, e nos dá perspectiva de poder crescer não apenas com os investimentos nossos, mas apoiados em uma grande confiança internacional.”

Ernesto, por sua vez, frisou que a parceria é resultado do “empenho diplomático do presidente”, da relação que a equipe do Planalto vem estabelecendo com a Arábia Saudita e com “todo o mundo árabe” e também “da confiança que o Brasil está gerando no exterior”.

“Nós temos visto isso de maneira palpável, um interesse enorme, a percepção do Brasil como um grande destino de investimentos e parceiro de negócio. Então, é a conjunção disso, não é um fenômeno isolado, temos visto isso em todos os países pelos quais passamos nesse périplo e também em conversas com o setor privado”, declarou o ministro das Relações Exteriores.

Para Ernesto, fundos em países estrangeiros estão “percebendo que o Brasil é incomparável em termos de taxas de retorno e quantidade e qualidade de portfólio de investimentos”. “Acho que vai gerar também um efeito de emulação, com vários outros fundos buscando investimentos no Brasil.”


FONTE: METRÓPOLES






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE