DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 30/10/2019    257 Visualizações

Adelino Follador discute caso dos policiais da reserva remunerada na Sesdec e cobra DER sobre pontes

Deputado se reuniu com a cúpula da segurança pública e com o diretor geral do DER
Compartilhar

Na manhã desta terça-feira (29), em Porto Velho, o deputado Adelino Follador (DEM) esteve com o secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), coronel José Hélio Pachá, e o secretário adjunto, Hélio Ferreira, discutindo a questão dos policiais militares da reserva remunerada. 

Segundo o parlamentar, os policiais podem ter os contratos cancelados, afetando especialmente os colégios militares e programas como o Proerd, que dependem do efetivo da reserva remunerada. 

“Apenas os diretores das escolas são policiais militares da ativa, se for alterada a lei, todos os policiais da reserva serão substituídos por policiais da ativa. E caso isso aconteça, faltará policial nas ruas do Estado, nosso propósito é evitar isto, que sabidamente traria consequências terríveis”, disse Adelino.

 

Pontes 

Também na terça-feira (29), o deputado Adelino esteve com o diretor geral do DER, Erasmo Meireles, tratando sobre a ponte do rio Jamari, na RO-459, ligando a Alto Paraíso. O parlamentar foi informado de que nesta terça, foi dada a ordem de serviço para que seja feito o projeto, que foi licitado recentemente. Adelino disse que irá continuar acompanhando para que tão logo seja concluído o projeto, seja licitada e iniciada a obra de construção da nova ponte. 

Apesar da demora, outra boa notícia, informada pelo deputado, é que o pessoal do DER está trabalhando no projeto do aterro das cabeceiras da ponte na BR-421, já construída, na saída de Ariquemes para Monte Negro. 

“Estas obras são cobranças que temos feito insistentemente, assim como, a massa asfáltica, que esta faltando, para que sejam concluídas as recuperações das rodovias da região do Vale do Jamari, e a informação é que até a próxima semana o material estará disponível”, concluiu Adelino.

 


FONTE: ALE/RO - DECOM - Assessoria






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE