DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 25/11/2019    723 Visualizações

JOVEM EM CUJUBIM É ASSASSINADO E CORPO JOGADO EM VALA NA ÁREA RURAL – cenas fortes

O local é na RO 205 sentido machadinho, aproximadamente 7km de Cujubim. de imediato a guarnição fez deslocamento até o local e encontrou um corp
Compartilhar
O local é na RO 205 sentido machadinho, aproximadamente 7km de Cujubim. de imediato a guarnição fez deslocamento até o local e encontrou um corpo já em estado de putrefação caído em uma vala na estrada. Diante dos fatos a POLITEC foi acionada par

De acordo com a ocorrência policial, a guarnição foi acionada por um cidadão que informou que estava olhando seu gado e sentiu um forte odor proximo a estrada e se aproximou do local de onde vinha o mal cheiro e la viu um par de chinelo e um boné, preocupado ele entrou em contato com  a UNISP e comunicou o fato.

O local é na RO 205 sentido machadinho, aproximadamente 7km de Cujubim. de imediato a guarnição fez deslocamento até o local e encontrou um corpo já em estado de putrefação caído em uma vala na estrada. Diante dos fatos a POLITEC foi acionada para que fosse feito a perícia. Minutos após a perícia ter sido acionada, a mãe da vítima, Diva Marcela de Souza, que foi encontrada já sem vida na vala ligou no 190 queixando-se de que seu filho Thailismaiko de Souza Oliveira de 23 nos havia desaparecido de casa na última terça-feira,  momento em que o policial pediu a ela que aguardasse pois o corpo de um jovem havia sido encontrado e que após a perícia chegar ela poderia fazer o reconhecimento.

Com a chegada da Politec o corpo foi retirado da vala e foi verificado uma perfuração nas costas, provavelmente causada por disparo de arma de fogo, ou seja, o mesmo havia sido vítima de um homicídio. A senhora Diva Marcela de Souza foi chamada para ir até a funerária para fazer o reconhecimento do cadáver, e a mesma reconheceu afirmando ser seu filho que havia desaparecido no dia 19/11/2019.

Diante dos fatos, foi lavrado boletim de ocorrência e entregue para a policia Civil para investigação sobre o homicídio.


FONTE: Redação

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE