DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 26/11/2019    185 Visualizações

Mulher monitorada por tornozeleira causa confusão na Policlínica Ana

A apenada Edizangela F.N., de 37 anos, foi presa na tarde desta segunda-feira (25), após xingar e tentar agredir uma técnica de enfermagem, de 39 an
Compartilhar
A apenada Edizangela F.N., de 37 anos, foi presa na tarde desta segunda-feira (25), após xingar e tentar agredir uma técnica de enfermagem, de 39 anos, na sala de triagem da Policlínica Ana Adelaide, localizada no Bairro Pedrinhas, em Porto Velho.

A apenada Edizangela F.N., de 37 anos, foi presa na tarde desta segunda-feira (25), após xingar e tentar agredir uma técnica de enfermagem, de 39 anos, na sala de triagem da Policlínica Ana Adelaide, localizada no Bairro Pedrinhas, em Porto Velho.

A vítima relatou para os policiais que estava atendendo um paciente na sala de triagem na companhia de mais duas servidoras, quando a apenada invadiu a sala exigindo atendimento.

Para evitar confusão, a servidora verificou a pulseira de atendimento de Edizangela e constatou que a classificação dela era de baixo risco. A vítima pediu para a apenada aguardar chegar sua vez, mas a mulher não gostou.

Com raiva, Edizangela começou a xingar a vítima e as demais servidoras que estavam na sala. Não satisfeita, ela ainda tentou arrancar uma cadeira que estava na sala de triagem para arremessar contra a servidora, mas não conseguiu.

Alterada, a apenada seguiu até a direção exigir que fosse atendida. Minutos depois, a servidora foi explicar o que estava acontecendo e nesse momento Edizangela se alterou mais uma vez e tentou agredir a vítima.

Uma equipe da Polícia Militar foi até o local, e constatou que Edizangela estava sendo monitorada por tornozeleira eletrônica. Ela recebeu voz de prisão, e foi encaminhada para a Central de Flagrantes.

 


FONTE: Da redação

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE