DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 26/11/2019    254 Visualizações

Homem acusado de matar vendedora e deixar o corpo com os filhos é preso

Adriana Valério foi assassinado por Lucas Lemos Lopes dentro de casa, na última sexta-feira
Compartilhar
Adriana Valério foi assassinado por Lucas Lemos Lopes dentro de casa, na última sexta-feira

Policiais do 39º BPM (Belford Roxo) prenderam, na noite desta segunda-feira, Lucas Lemos Lopes, acusado de matar a companheira Adriana Valério, na última sexta-feira. A vendedora foi morta durante uma discussão entre os dois e o corpo foi deixado no local. Na residência, no bairro Jardim do Ipê, estavam os três filhos da vítima, que continuaram na casa após o homem fugir.

 De acordo com a Polícia Militar, os agentes receberam a informação de que um suspeito de envolvimento em um assassinato estaria escondido no bairro Parque São Vicente. A equipe foi para o local e o homem foi conduzido para a 54ª DP (Belford Roxo) e, depois, encaminhado para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). A Polícia Civil informou que Lucas confessou o crime e responderá por feminicídio.

 Adriana foi morta no dia do seu aniversário de 33 anos. Jeniffer Angelo, 18, amiga da vendedora, conta que a vendedora estava preparando uma festa com tema de Mulher Maravilha. Ela descreve a amiga como uma pessoa animada e que fazia amigos em todos os lugares por onde passava.

 "A Adriana era minha confidente, a pessoa com quem eu estava todos os dias. Era uma mulher trabalhadora, vendia quentinha de manhã e noite. Nos fins de semana, ela saía pra vender doces em festa", disse. "Ela estava muito animada com a festa e eu que estava organizando tudo com ela".

 Adriana e Lucas se conheceram há cerca de cinco anos e depois de um tempo de separados, voltaram a morar juntos há aproximadamente três meses. A vendedora deixou uma menina de 7 anos, outra de 4 e um bebê de 11 meses. A de quatro anos é filha de Adriana com Lucas.

 O corpo da vendedora foi encontrado por amigos da vítima e ficou no local por 24 horas. As crianças ainda estavam na casa e disseram que a mãe estava dormindo. Uma das meninas disse aos amigos que chegaram horas depois "a mamãe está dormindo desde a manhã e ainda não acordou".


FONTE: O DIA

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE