DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 02/12/2019    208 Visualizações

Procurador do "miserê" recebeu R$ 124 mil em dois meses de trabalho

Procurador reclamou do salário
Compartilhar

O procurador de Justiça que se tornou notícia nacional ao chamar de “miserê” o salário de R$ 24 mil que recebe pelo cargo no Ministério Público de Minas Gerais teve o contracheque registrado com R$ 124.710 nos meses de agosto e setembro deste ano.

O valor bruto é referente ao salário base de Leonardo Azeredo dos Santos somados a indenizações e verbas indenizatórias.

Em setembro deste ano, o procurador desabafou em uma reunião interna do órgão sobre o que ele chama de "baixos salários" dos membros do MP no Estado. Durante uma reunião, o membro do órgão pediu para falar e reclamou que está diminuindo o gasto de R$ 20 mil mensais de cartão de crédito por causa dos rendimentos e pediu ao Procurador-Geral de Justiça que utilizasse da sua "criatividade" para melhorar a situação financeira da categoria.

"Como é que o cara vai viver com R$ 24 mil? O que é que nós vamos fazer para melhorar a nossa remuneração?", perguntou durante o encontro. Em outro momento da reunião, o procurador do MP mineiro chama de "miserê" o salário de R$ 24 mil.

A reportagem procurou o Ministério Público para comentar a origem das indenizações recebidas pelo procurador em agosto e setembro, mas ainda aguarda retorno. A reportagem tenta contado com o procurador para comentar o caso.


FONTE: R7






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE