DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 02/12/2019    125 Visualizações

Deputado Geraldo da Rondônia cobra do DNIT retomada das obras do trevo na BR 364 em Ariquemes

Compartilhar
Deputado Geraldo da Rondônia cobra do DNIT retomada das obras do trevo na BR 364 em Ariquemes – empresa abandonou a obra.

Acompanhando a paralisação que envolve a obra de reestruturação do trevo de acesso ao centro de Ariquemes, entre a BR 364 e a RO 421, o deputado estadual Geraldo da Rondônia, está em contato com o senador Acir Gurgacz e a deputada federal Silvia Cristina, na busca de resposta junto no âmbito federal (DNIT), que possam sanar a problemáticas para que a empresa consiga concluir o devido serviço.

Em visita ao local da obra paralisada, na BR364 o deputado detectado um estado de abando e trafego “inaceitável”. Motoristas, moradores da região impacientes com a situação, já estão passando pelo local interditado, resultando em formação de crateras no asfalto ainda não finalizado, resultando em mais prejuízo de tempo e financeiro para refazer e terminar o trabalho.

“O DNIT precisa de forma urgente se posicionar e promover uma ação que resolva todo o impasse e burocratização que está envolvendo esta obra. A dias venho acompanhando todo esse processo de paralisação, alguns relatos que vejo condizem que o que motivou a falta de sequência da obra foi um problema detectado pela empresa executora da obra no lençol freático, necessitando de novos cálculos e medições de obras. O fato é que a obra já está com mais de 20 dias parada, e todo o trabalho que já foi feito está se perdendo”, ressaltou o parlamentar.

Geraldo da Rondônia ressaltou que está em contato com o senador Acir Gurgacz e com a deputada federal Silvia Cristina para que usem todas as influências parlamentares que lhe conferem no cenário federal para trazer uma solução rápida junto ao DNIT para essa necessária e urgente retomada de obras do trevo da BR 364.

“A obra do trevo principal de acesso a Ariquemes que já estava apresentando longa duração, com trânsito redirecionado em uma rota de retorno mais perigosa e distante, o que não estava agradando a população. Reforço que não medirei esforços para que o DNIT de fato preste clareza nesta obra e sane logo as pendências para de fato finalizar esse projeto”, concluiu.


FONTE: ASSESSORIA






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE