DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 30/12/2019    246 Visualizações

Lula é mais odiado na internet do que Bolsonaro, aponta pesquisa

O presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Compartilhar

A Quaest Consultoria e Pesquisa divulgou neste domingo (29.dez.2019) 1 estudo sobre o vínculo emocional da sociedade com as suas lideranças políticas. A pesquisa leva em conta os 2 nomes mais influentes do poder político na atualidade: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o atual presidente da República, Jair Bolsonaro.

O estudo revela que o ex-presidente Lula possui mais haters (ou desafetos ideológicos) do que o atual mandatário, Bolsonaro. Haters são perseguidores ou ‘odiadores’ online que buscam diminuir a imagem de alguém, geralmente, pessoas públicas.

O indicador do estudo é baseado em uma escala de 0 a 100, sendo que quanto mais perto de 0, mais emoções negativas o político desperta e, quanto mais próxima de 100, mais emoções positivas.

Os resultados para cada variável são divididos e segmentados em 5 grupos:

- De 0 a 39 (haters);
- De 40 a 59 (potenciais haters) De 60 a 74 (indiferentes);
- De 75 a 87 (potenciais admiradores) De 88 a 100 (admiradores).

Foram consultados brasileiros de 110 municípios dos 26 Estados e do Distrito Federal.

Eis os índices:

Bolsonaro é mais admirado entre mulheres
A pesquisa também leva em conta a percepção dos brasileiros por gênero. O atual chefe do Executivo é mais respeitado entre as mulheres (24%). Enquanto 19% delas preferem Lula.

Entre as haters, 50% são contra o petista. Já 42% rechaçam a atuação de Jair Bolsonaro.


FONTE: PODER 360






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE