DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 05/02/2020    96 Visualizações

Ex-Chelsea, Mikel sofre ataques racistas em rede social, e clube registra queixa na Turquia

Veterano meia nigeriano, esposa e suas filhas são alvos de torcida do Fenerbahçe após partida no Turco, e jogador desabafa: "Por que até as minhas
Compartilhar

O ex meio-campista do Chelsea e atual jogador do Trabzonspor, da Turquia, Obi Mikel, de 32 anos, foi mais uma vítima do racismo. Após a vitória da sua equipe contra o Fenerbahçe por 2 a 1 no último sábado, pela liga local, o jogador sofreu várias ofensas, que também foram direcionadas a sua esposa e suas duas filhas. Na última segunda, seu clube registrou uma queixa crime contra os agressores.

No post publicado por Mikel logo após a vitória contra o Fenerbahçe, é possível ver comentários de alguns usuários com emojis de bananas e usando palavras pejorativas, em inglês, para se referir à cor do meio-campista. Em seu perfil oficial no Twitter, o Trabzonspor condenou a atitude.

– O racismo é um abrigo para os desamparados e ignorantes. Condenamos os ataques racistas contra nosso jogador Obi Mikel, após a partida contra o Fenerbahce e chamamos a atenção do público que uma queixa crime foi registrada contra os agressores – publicou a equipe turca.

O nigeriano também postou em seu Instagram e recebeu o apoio de companheiros e ex-colegas, como o ex-zagueiro John Terry. Em entrevista ao canal “A Spor” logo após o jogo, Mikel comentou sobre a situação. E desabafou.

– Eles devem ser responsabilizados. Não podem ir aos estádios. O que aconteceu não foi correto. Estou muito desapontado, eu, minha esposa, minhas filhas – comentou.

Nesta terça, o Fenerbahçe divulgou um comunicado no qual condena todo o time de discriminação e ressalta que o clube sempre respeitou a diversidade. No entanto, o texto questiona a ligação feita entre os agressores e o clube, mas ressalta que irá investigar o caso “para afastar qualquer especulação”.

– Gostaríamos de informar ao público que estamos extremamente ofendidos por alguns grupos que tentam sistematicamente ligar nosso clube às notícias ao público europeu como se estivesse vinculado ao Fenerbahçe – diz o comunicado.


FONTE: GE/RO






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE