DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 13/02/2020    101 Visualizações

Tarifa social de energia elétrica cresce mais de 100% em Rondônia

Tarifa social de energia elétrica cresce mais de 100% em relação a janeiro de 2019
Compartilhar

A Energisa Rondônia apresentou um crescimento de mais de 100% em comparação aos resultados de janeiro de 2019 referente à Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). Os números apresentados chegam a mais de 70 mil famílias cadastradas para receber o benefício. A Tarifa social é um desconto criado pelo Governo Federal para famílias que preencham requisitos básicos como ter renda menor que um salário mínimo.

De acordo com gráficos de evolução elaborados pela empresa, em janeiro de 2019 existiam 33.615 famílias cadastradas no programa. Já na mesma data em 2020, este número subiu para 70.032 residências, um crescimento de mais de 100%. Este crescimento se deve às ações coordenadas pela Energisa.

“Fizemos um rebatimento de base cruzando dados com o Cadastro Único, realizamos palestras no CRA’s além de estarmos à frente de diversas ações em parceria com a prefeitura. Acredito que todo este esforço concentrado resultou neste crescimento de cadastros. Além disso, a Energisa tem como compromisso priorizar os clientes e essas campanhas visam exatamente isso, informar o cidadão de seus direitos e benefícios”, explica Thiago Nascimento, coordenador de Leitura e Cadastro Comercial (CLCC) da Energisa.

Outra justificativa para o aumento de famílias cadastradas para receber os benefícios da tarifa social é a mudança de consciência, já que a população está consumindo energia elétrica com responsabilidade. “Neste processo, ganha o meio ambiente, o consumidor e a empresa já que existe um equilíbrio no consumo de energia elétrica”, explica Thiago.

Os descontos da Tarifa Social de Energia Elétrica são concedidos às unidades que reduzem o consumo de energia e ficam abaixo dos 220 Kwh por mês. Os descontos vão de 10% até 65% e, o consumidor que gastar mais de do que o limite, não recebe o benefício mesmo estando dentro dos requisitos do cadastro.

Para ter acesso ao benefício, as famílias precisam obedecer requisitos como ter a família inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal com renda mensal por pessoa menor ou igual a ½ salário mínimo; ter pessoas com problemas de saúde em que o tratamento exija equipamentos que dependem de energia elétrica entre outros requisitos que podem ser encontrados na página da Energisa ou em qualquer posto de atendimento da empresa.




FONTE: Assessoria






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE