DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 17/03/2020    622 Visualizações

Jovem de 21 anos é encontrado morto em casa abandonada

O jovem identificado por Emerson Junio Santos Nascimento, que morava na cidade de Jaru
Compartilhar

No começo da tarde desta segunda-feira (16) a Polícia Militar de Ouro Preto do Oeste localizou o corpo de um jovem de 21 anos morto no fundo do quintal de uma casa abandonada, que fica localizada no Bairro Nova Ouro Preto, à Rua João Paulo I quase na esquina com a Rua José Lenk.

 O jovem identificado por Emerson Junio Santos Nascimento, que morava na cidade de Jaru, trajava camiseta e bermuda e estava estirado próximo ao muro em meio a um matagal, encostado em seu corpo havia um fio de arame liso que estava envolto a uma cerca elétrica no muro do fundo da moradia abandonada, e provavelmente estava energizado.

 O corpo estava esticado no solo, com uma das mãos agarrada a um galho quebrado, e apresentava vários hematomas de queimadura causados pela forte descarga elétrica que a vítima sofreu. A Polícia Militar acionou a Polícia Civil e a equipe de peritos da Polícia Técnico-Científica (Politec) de Ji-Paraná.

 A reportagem do site apurou que o corpo de Emerson foi encontrado por volta de 12h30 por um primo dele que mora em um conjunto de pequenos apartamentos na Rua Rio de Janeiro. A casa do primo é onde Emerson estava pernoitando, e fica perto da moradia abandonada onde ele foi achado morto.

 VIZINHOS OUVIRAM BARULHO E GRITOS

 Segundo a versão do primo relatada para a Polícia Militar, Emerson teria saído de seu apartamento por volta de 1 hora da madrugada desta segunda-feira com uma bolsa de pano contendo roupas sujas, uma calça molhada, pertences, duas cópias de xérox de foto de uma jovem em papel sulfite.

 Moradores vizinhos e próximos da casa abandonada onde o corpo de Emerson foi encontrado relataram que durante esta madrugada cachorros estavam inquietos e latindo, e que ouviram gritos vindo da rua.

 Entretanto, apesar de terem ouvido gritos, ninguém afirmou ter saído para observar do que se tratava, tendo em vista que o local é frequentemente utilizado por usuários de drogas.

 A equipe de peritas compareceu ao local e analisou as condições do cadáver. Apesar de apresentar vários hematomas pelo corpo, peritos descartaram que o jovem tenha sofrido alguma agressão física, e a provável causa da morte foi pelo efeito que a corrente elétrica provocou no jovem devido a descarga elétrica que ele recebeu.

 Após o trabalho da perícia, o corpo foi removido do local pela equipe da funerária Paxpassbom, e provavelmente será transladado para a cidade de Jaru. A Polícia Civil vai investigar o caso.

 

 

FONTE: CORREIO CENTRAL






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE