DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 12/09/2017    79 Visualizações

OBSAT REALIZA EVENTO ONDE DISCUTIRÁ A MORTE AUTOPROVOCADA

O Observatório de Violência, Saúde e Trabalho (OBSAT), da UNIR, juntamente com o Departamento de Saúde Coletiva da Unir e Núcleo de Apoio à Vida Porto Velho (Naviporto), realizarão nesta quarta-feira e quinta-feira (13 e 14) o 1º Ciclo de Palestras com a temática da morte autoprovocada (suicídio). Os encontros serão realizados das 8h às 18h, no Auditório da Biblioteca Central, campus.
A morte autoprovocada é um problema de saúde pública, de abordagem multisetorial, visto que toca em questões de segurança pública, direitos civis, saúde mental, educação.
Segundo a Organização mundial de saúde, a Média mundial: 13 a 14 mortes autoprovocadas por 100 mil habitantes. Segundos dados da Secretaria Estadual de Saúde, oriundos da Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa), de janeiro de 2011 a julho de 2017, ocorreram 441 casos notificados e tentativa de morte autoprovocada em todo o Estado.
Só na capital Porto Velho, de 2011 até março de 2017 foram registrados 75 óbitos comprovadamente autoprovocados. Sabe-se que este número tende a ser maior por causa do alto índice de subnotificação existentes nos serviços de saúde notificadores.
Em termos de políticas públicas, este ano tivemos dois projetos de Lei aprovados na Assembleia Legislativa do Estado, o PLO nº 579/17, que estabelece o Plano Estadual de Combate ao Suicídio no Estado de Rondônia e o PLO nº 580/17 que autoriza o Estado a criar a Semana Estadual de Prevenção do Suicídio.
Estes dispositivos além de sustentarem legalmente, reforçam a necessidade de
se discutir constantemente a temática no âmbito do Estado de Rondônia. A universidade como instituição pública, precisa estar alinhada com estas graves estatísticas.

Programação
No primeiro dia será debatido a “Simulação Epidemiológica das Mortes Autoprovocadas em Rondônia; Políticas Públicas de Prevenção; Fatores de Risco” na parte da manhã e à tarde, será debatida “a morte autoprovocada e a mídia: limites éticos da Imprensa frente às notícias”.
No segundo dia, pela manhã, a exposição às violências e experiências dolorosas  na infância e o risco de suicídio na juventude, e à tarde “Sobre amor e dor: superação e resiliência”.
O QUE: Ciclo de Debates
ONDE: Biblioteca do Campus Unir
HORÁRIO: Manhã e Tarde
QUANDO: dias 13 e 14 (quarta e quinta-feira)
TEMA: A morte autoprovocada (suicídio em Rondônia)
CONTATO: Wilma Suely 99235-4662


FONTE: Assessoria - Publicado por Franciely Ribeiro









  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK



    ..::TV BURITI NET::..

    PUBLICIDADE