DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 29/08/2019    504 Visualizações

MÃE SE DESESPERA AO ENCONTRAR PERTENCES DE FILHO ENCONTRADO MORTO; IRRECONHECÍVEL

O menino foi encontrado já de forma irreconhecível: em estado de avançado de decomposição e com as mãos amarradas.
Compartilhar

Regisro, SP - Um caso trágico aconteceu na cidade de Registro, que fica no interior do estado de São Paulo. Gabriel Lopes Coutinho, de 8 anos, estava desaparecido desde o dia 11 de agosto. Durante toda a comoção com as buscas, pescadores encontraram um corpo às margens do Rio Ribeira de Iguapé, que pode ser dele, conforme reconhecimento da própria mãe, Luciana Custódio.

O cadáver foi localizado a 40 quilômetros de distância de onde ele foi visto pela última vez. O reconhecimento do corpo se deu por conta dos pertences usados: um calção e uma correntinha que a mãe deu a ele. O menino foi encontrado já de forma irreconhecível: em estado de avançado de decomposição e com as mãos amarradas.

O trabalho de buscas aconteceu por duas semanas, principalmente em uma área de mata perto da casa dele. Foram encontrados pedaços de rabiola e roupas que não foram identificadas.

O que causou mais comoção foi quando foram encontrados o chinelo e a pipa de Gabriel, dois dias depois. A mãe do garoto ficou desesperada ao ver os pertences do filho e chegou a sentar na linha de ferro, inconsolável.

As buscas por Gabriel tiveram a ajuda de cães farejadores da capital, porém não indicaram a presença do menino na mata. A região conta com vários poços artesianos, portanto estava sendo trabalhada a hipótese que ele teria caído em algum deles.

Houve também o auxílio de drones e do helicóptero Águia da Polícia Militar, porém nem assim conseguiram localizar o garoto. O delegado Marcelo Freitas ouviu também cerca de 50 pessoas que tinham contato com Gabriel. O resultado da investigação de dois carros apreendidos será disponibilizado na próxima semana.


FONTE: 1news

Aos leitores, ler com atenção

*Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.*







  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE