DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 08/11/2019    319 Visualizações

Ex-presidente Lula é solto da sede da Polícia Federal em Curitiba

Justiça acolheu pedido da defesa, que levou em consideração a decisão do STF pela inconstitucionalidade da prisão em segunda instância
Compartilhar
Justiça acolheu pedido da defesa, que levou em consideração a decisão do STF pela inconstitucionalidade da prisão em segunda instância

O ex-presidente Lula foi solto às 17:34 desta sexta-feira da sede da Polícia Federal em Curitiba. O juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, determinou a soltura do petista, acatando pedido da defesa que levou em consideração a determinação de ontem do Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta quinta-feira, os ministros da corte decidiram por 6x5 pela insconstitucionalidade da prisão em segunda instância.  

 

Lula estava preso em uma sala especial na carceiragem da sede da PF há 580 dias. Desde hoje pela manhã, um grupo de apoiadores do ex-presidente se concenta em frente ao local, soltando fogos e entoando gritos de apoio. A Polícia Militar estimou que cerca de 2 mil pessoas estavam aguardando a saída do ex-presidente. Ao sair do prédio, Lula foi acompanhado pelos apoiadores e por colegas de partido. Os policiais não acompanharam o petista. 

 

Lula foi condenado em primeira instância pelo então juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, por ter recebido um triplex no Guarujá como propina da construtora OAS, em troca de favores para a empresa no relacionamento com a Petrobras. Porém, o Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4) aumentou a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês. A pena foi reduzida em abril deste ano para 8 anos, 10 meses e 20 dias pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

 

Ainda na Lava-Jato, Lula foi condenado pela juíza substituta de Moro, Gabriela Hardt no caso do Sítio de Atibaia. A defesa recorreu a pena de 12 anos e 11 meses. A ação ainda não foi julgada pelo TRF-4. 


FONTE: ESTADO DE MINAS






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE