DETALHES DA NOTÍCIA


Publicado em 20/03/2020    265 Visualizações

Prefeitura de Ariquemes inaugura Central de Contingenciamento ao Coronavírus

Ação pioneira em Rondônia tem o objetivo de manter um contato direto com a população, através do telefone 3516-2149, para monitorar os possívei
Compartilhar

Integrando as ações do Plano de Contingência para o Coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Ariquemes, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSAU), lançou nesta quarta-feira (18), a ‘Central de Contingenciamento’ da doença. A primeira unidade em funcionamento no estado tem o objetivo de estabelecer um meio de contato direto com a população, através do telefone 3516-2149, para monitorar os casos suspeitos do coronavírus no município.

A SEMSAU designou uma equipe composta por médico, enfermeiros e técnicos de enfermagem, que num primeiro momento, realizarão a triagem das ligações para orientar e prestar esclarecimentos aos cidadãos que apresentarem os sintomas da doença (coriza, tosse, dificuldades para respirar, congestão nasal, dor de garganta, possivelmente dor de cabeça e febre, que pode durar alguns dias).

“A finalidade desta central é para que através de um pessoal capacitado, façamos uma triagem ao telefone. Havendo a necessidade de fazer uma consulta particular dessas pessoas que ligarem, uma equipe médica irá até o domicílio fazendo com que estes possíveis caso suspeitos não precisem se deslocar até a UPA ou ao Hospital Municipal, para começar as orientações, principalmente no que diz respeito ao isolamento social.” Explicou o Prefeito Thiago Flores.

Atendendo ao decreto municipal n° 16.271/2020, a Prefeitura recomenda às pessoas que chegarem na cidade oriundas do exterior ou de outros estados da federação que tenham casos confirmados de transmissão local ou comunitária do coronavírus, devem ligar para a Central de Contingenciamento, mesmo que não apresentem sintomas, no intuito de notificar a SEMSAU. Outra determinação é para que estas pessoas permaneçam em casa, por sete dias, até que seja descartado o risco de contaminação.

De acordo com o Secretário Adjunto da SEMSAU, Fabrício Smaha, os cidadãos que chegarem de outros estados ou do exterior não devem ter receio de notificar a situação, pois todas as informações recebidas são mantidas em sigilo pela equipe.

“Muitas vezes o paciente é assintomático e tem pessoas que estão com receio de se expor, pois acham que terão algum tipo de problema, mas nossa equipe está preparada para manter a identidade desta pessoa em sigilo. Sabemos que há pessoas que vieram de outros países e ainda não comunicaram para a Vigilância de Saúde, talvez por algum receio de ficar estigmatizado, mas o nosso principal objetivo é resguardar a saúde da população.” Destacou.




FONTE: PMA






  • COMENTÁRIOS DO FACEBOOK

    PUBLICIDADE