Acusado de matar homem na frente do filho é preso em banheiro de igreja

O suspeito de assassinar um homem de 39 anos dentro de casa e na frente do filho foi preso na noite de sexta-feira (26) em Jaru (RO), no Vale do Jamari, após ser encontrado dentro do banheiro de uma igreja. A vítima foi atacada horas antes com uma foice e uma faca e não resistiu.

De acordo com o registro da Polícia Militar (PM), o suspeito foi visto por uma guarnição na frente de uma casa batendo palmas, quando resolveu abordá-lo.

Porém, ao notar a presença policial e receber ordem para por a mão na cabeça, o suspeito fugiu pulando muros de outras residências, entrando em terrenos baldios e casas abandonadas. Um dos policiais chegou a reconhecê-lo como o suposto assassino do homem de 39 anos.

Na sequência, os policiais começaram a fazer uma varredura pelos locais onde o suspeito teria passado. Mas, os militares acharam o homem escondido no banheiro de uma igreja da rua Padre Chiquinho, no Setor 7 da cidade. No momento da prisão, um culto era celebrado.

Após a abordagem, o homem passou por exame de corpo de delito e foi encaminhado a uma unidade prisional, onde permanece à disposição da Justiça. Ainda conforme o boletim de ocorrência, um mandado de prisão contra ele estava aberto por causa do homicídio.

Esfaqueado na frente do filho

Segundo ocorrência registrada pela Polícia Militar (PM), o crime aconteceu em uma residência na Rua Sérgio Mota no Setor 7 da cidade. A vítima estava bebendo em casa com a esposa e o cunhado, quando o suspeito arrombou a porta da sala, armado com uma foice e uma faca, e atacou a vítima, que caiu na sala.

De acordo com a mulher, o crime foi cometido pelo ex-marido dela que não aceitava o fim do relacionamento. Uma criança de 10 anos, filho da vítima, estava na casa e presenciou todo o crime.

Fonte:G1/RO

Nada para mostrar aqui

Deixe um comentário

Posts Relacionados

TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM BURITIS

Aconteceu hoje aproximadamente às 13 horas próximo da avenida Paraná st. 02 em Buritis uma tentativa de homicídio. O fato que ainda está sendo objeto