Adelino Follador parabeniza o senador Marcos Rogério pela MP da redução da tarifa de energia

Texto elaborado a partir de substitutivo ao PLS 232/16 reduz conta de energia elétrica para consumidores até 2025

O deputado Adelino Follador (DEM), nesta quarta-feira (02), declarou que o texto construído pelo Governo Federal com a participação e sugestões do presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, senador Marcos Rogério (DEM/RO), irá corrigir uma injustiça praticada contra o povo de Rondônia. O parlamentar lembrou que havia conversado com o senador a respeito do tema, e apresentado sugestões nesse sentido.

A Medida Provisória (MP) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, na noite de terça-feira (01), altera uma série de leis no setor elétrico, e um dos principais impactos dessas mudanças será a redução da tarifa de energia elétrica para os consumidores brasileiros até 2025.

Com a participação direta do senador Marcos Rogério, o texto com as alterações propostas pela MP irá permitir maior modicidade tarifária, com redução na conta de luz, proveniente do PLS 232/2016 e, relatado pelo parlamentar rondoniense, o projeto prevê a modernização do setor elétrico brasileiro como um todo.

O desconto na conta de luz dos brasileiros até 2025 será possível a partir da criação de uma nova fonte de recursos para a CDE – Conta de Desenvolvimento Energético, que é o fundo responsável pelo financiamento de programas de subsídio de energia para consumidores de baixa renda, como o “Luz para Todos”. Atualmente, todo o recurso da CDE, que custa mais de R$ 20 bilhões por ano, vem de encargos pagos nas tarifas de energia. Já com a Medida Provisória editada pelo Governo, o fundo será bancado por meio de recursos pagos pelas distribuidoras, transmissoras e geradoras para programas de Pesquisa e Desenvolvimento Eficiência Energética que não estejam comprometidos com projetos contratados ou iniciados.

A medida provisória determina, ainda, a destinação de recursos da RGR – Reserva Global de Reversão com o objetivo de reduzir aumentos tarifários aos consumidores das distribuidoras da Eletrobrás, que foram privatizadas recentemente nas regiões Norte e Nordeste. Isso significa um impacto significativo para os consumidores de Rondônia, pois, caso não houvesse esse aporte, a alta da tarifa poderia variar entre 9% e 22%.

“Por isso quero parabenizar o senador Marcos Rogério pela conquista, embora tendo outras contribuições, sua participação foi fundamental neste processo, parabenizo também ao presidente Jair Bolsonaro que acolheu o substituto do senador ao PLS 232/16 e incorporou à Medida Provisória 998/20 na madrugada do dia 02, que resulta na redução da tarifa para os consumidores, mostrando mais uma vez a sensibilidade e o cuidado com os brasileiros e principalmente com os rondonienses, que têm sentido as dificuldades gerada pela pandemia”, declarou Adelino Follador.

 

 

FONTE: Assessoria

Nada para mostrar aqui

Deixe um comentário

Posts Relacionados

TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM BURITIS

Aconteceu hoje aproximadamente às 13 horas próximo da avenida Paraná st. 02 em Buritis uma tentativa de homicídio. O fato que ainda está sendo objeto