Botafogo e Fluminense unem forças e não descartam ir à Justiça comum para não jogar em junho

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Depois da primeira derrota no tribunal em uma quinta-feira agitada, Botafogo e Fluminense garantem que seguirão na luta para não entrar em campo neste mês de junho, que marcou o reinício do Campeonato Carioca, em razão do quadro da pandemia do novo coronavírus no Estado do Rio de Janeiro – foram mais 274 mortes e 354 casos nas últimas 24 horas. Alinhados na oposição à Ferj, a dupla não descarta ir até à Justiça comum, após esgotar as esferas desportivas, para impedir que os times entrem em campo na próxima semana.

Sair da esfera desportiva é visto como última medida, já que apostam em melhor sorte no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), onde esperam reverter a negativa que receberam do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ). Ambos incluem a opção nos planos, mas evitam falar abertamente sobre Justiça comum para não atrapalhar o processo ou desrespeitar outras instâncias.

Alinhados no discurso desde o início da pandemia, Botafogo e Fluminense passaram a trocar informações também nos bastidores. Tanto que as ações movidas na última quinta tiveram a mesma essência e foram respondidas em um só despacho pelo presidente do TJD-RJ, Marcelo Jucá. O recurso movido em âmbito nacional terá o mesmo entrosamento.

Com a ida à Justiça, a dupla tem como objetivo conseguir ao menos 10 dias de preparação antes de voltar a jogar. As diretorias propuseram disputar as duas últimas rodadas da Taça Rio nos próximos dias 1º e 4 de julho, e não nos dias 22 e 24 de junho, como definiu a Ferj.

Para além da questão sanitária, os clubes temem pela integridade física dos atletas. Isso porque os dois elencos só voltarão aos treinos presenciais nesta semana. Para cumprir as datas propostas pela federação, seriam apenas quatro dias ou menos de preparação. O Botafogo convocou os jogadores para a volta aos treinos no sábado, enquanto o Fluminense marcou o retorno ao CT nesta sexta-feira.

O movimento judicial vai ao encontro do discurso dos dirigentes dos dois clubes durante a pandemia. Que ganhou, em parte, o reforço do prefeito do Rio. Na última quarta, Marcelo Crivella pediu para a Ferj não punir Botafogo e Fluminense com W.O. e sugeriu que eles possam jogar somente em julho. A dupla tem pela frente as duas rodadas finais da Taça Rio e mantém chances de classificação.

O Alvinegro é o terceiro colocado do Grupo A com quatro pontos, empatado com o Bangu e dois atrás do Boavista, em segundo, posição que vale a última vaga da chave para a semifinal. Já o Fluminense lidera o Grupo B com nove pontos, mas ainda não está matematicamente garantido porque o Volta Redonda, terceiro lugar com quatro pontos, pode chegar a 10 e ainda enfrenta os tricolores.

Fonte: Globo Esporte

final materia

Deixe um comentário

da costa 2
deputados fotos
anuncio
anuncio 2
da costa

Posts Relacionados