CREAS DE BURITIS: Campanha “Faça Bonito” chama atenção para luta contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

“E chegamos em mais um ano de mobilização de combate à violência sexual contra crianças e adolescentes!

Aqui você encontrará as informações sobre a campanha nacional convocada anualmente pela sociedade civil e algumas orientações de mobilização”.

 

A fim de chamar a atenção da sociedade para um assunto preocupante, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Creas – de Buritis, realizou na noite da última segunda-feira (18), no plenário da câmara municipal de Buritis, a abertura do 6º Seminário da Campanha “Faça Bonito”, em referência ao Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio).

Participaram do Evento o defensor público, Maicon Cristian, que falou da importância da campanha, Adelson Godinho, Chefe de gabinete representando o Prefeito Roni Irmãozinho, Vereadores Presidente Adriano Almeida, Lucas da 50, Daniel Félix Moisés de Paula, Secretária da SEMAST Saionara Farias, representante do Conselho Tutelar, Bombeiro, Igreja Assembleia de Deus, Assistência Social, CRE/Buritis, APAE, ASLOB, Imprensa entre outras autoridades e comunidade municipal.

Em todo o Brasil, estados, municípios, setor empresarial e organizações da sociedade civil aderem à campanha para convocar a sociedade a assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil.

A coordenadora do CREAS, Elem Rubiana, enalteceu os resultados dos trabalhos de prevenção, e agradeceu a todos os apoiadores envolvidos e equipe da SEMAST/Conselho Tutelar/CRAS e SCFV pela parceria. A palestrata da noite ficou por conta da Psicóloga Daiany Angélica Capitanio.

18 de maio

A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. A proposta é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

O Encerramento da campanha será dia 18 de maio.

Deixe um comentário

Posts Relacionados