CRISE NA SAÚDE: Rondônia volta a ter fila de pacientes aguardando vagas na UTI

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (5), o secretário Estadual de Saúde, Fernando Máximo, disse que a situação da pandemia do coronavírus voltou a se agravar no Estado de Rondônia.
Máximo afirmou que todos os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), estão lotados e não há possibilidade de abrir mais.
O Hospital de Campanha da zona Leste de Porto Velho, chegou ao limite e não tem como criar mais camas de UTI, porém, o Estado ainda continua solicitando médicos para ocupar os leitos disponíveis.
Segundo o secretário, em Rondônia, 26 pessoas aguardam vagas para tratamento intensivo.
Na última terça-feira, Máximo disse que a situação do Estado estava estabilizada e não havia mais pessoas esperando por um leito de UTI, porém, o número voltou a subir no mesmo dia, chegando ao limite.
O chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, afirmou também em coletiva de imprensa nos últimos dias que o sistema de saúde em Rondônia não estava em colapso e que o Estado mantinha controlada a situação da pandemia.
Rondônia estava transferindo pacientes graves para Mato Grosso, porém, o estado vizinho já chegou no limite e não há mais leitos de UTI, segundo informou o secretário.
FONTE:João Vitor Muniz/Rondoniaovivo
Nada para mostrar aqui

Deixe um comentário

Posts Relacionados