DESLIGADOS: Radares ainda não estão fiscalizando motoristas nas BRs em Rondônia

A fiscalização dos novos radares eletrônicos, prevista para começar agora no fim de novembro, terá que ser adiada. Os equipamentos não podem operar.
De acordo com o Superintendente do DNIT em Rondônia, André Lima, os fiscalizadores eletrônicos já estão instalados no Lote 1, que é a região de Porto Velho, porém ainda não estão em funcionamento. Segundo ele, falta a Energisa ligar a rede elétrica até os aparelhos e o Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia (Ipem) fazer a aferição dos radares.
O Superintendente garantiu que até o final de dezembro os equipamentos do Lote 1 já estarão funcionando. Em todo o estado, os radares devem estar em funcionamento até março de 2021.
Os radares serão instalados em três BRs ao longo do Estado. 364 com três lotes, região Norte, Centro e Sul de Rondônia; 435 até Cerejeiras e 319 até a ponte sobre o Rio Madeira. Segundo André Lima, essas rodovias são as que mais registram altos índices de acidentes.
Infração
A multa para quem infringir a velocidade permitida dos radares pode chegar até R$ 880, mas isso se o condutor ultrapassou 50% acima da velocidade permitida, que caracteriza conduta gravíssima.
Quem ultrapassar em até 20% o permitido cometerá infração média e a multa é de aproximadamente R$ 130, segundo o superintendente. Conduta grave é quando o motorista ou motociclista ultrapassam até 50% do permitido, multa é de R$ 150.
A volta dos radares, derruba a decisão do Presidente Jair Bolsonaro, que em agosto de 2019, proibiu a utilização desse serviço de fiscalização de trânsito.
FONTE:Rondoniaovivo
Nada para mostrar aqui

Deixe um comentário

Posts Relacionados

TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM BURITIS

Aconteceu hoje aproximadamente às 13 horas próximo da avenida Paraná st. 02 em Buritis uma tentativa de homicídio. O fato que ainda está sendo objeto