DESLIGADOS: Radares ainda não estão fiscalizando motoristas nas BRs em Rondônia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
A fiscalização dos novos radares eletrônicos, prevista para começar agora no fim de novembro, terá que ser adiada. Os equipamentos não podem operar.
De acordo com o Superintendente do DNIT em Rondônia, André Lima, os fiscalizadores eletrônicos já estão instalados no Lote 1, que é a região de Porto Velho, porém ainda não estão em funcionamento. Segundo ele, falta a Energisa ligar a rede elétrica até os aparelhos e o Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia (Ipem) fazer a aferição dos radares.
O Superintendente garantiu que até o final de dezembro os equipamentos do Lote 1 já estarão funcionando. Em todo o estado, os radares devem estar em funcionamento até março de 2021.
Os radares serão instalados em três BRs ao longo do Estado. 364 com três lotes, região Norte, Centro e Sul de Rondônia; 435 até Cerejeiras e 319 até a ponte sobre o Rio Madeira. Segundo André Lima, essas rodovias são as que mais registram altos índices de acidentes.
Infração
A multa para quem infringir a velocidade permitida dos radares pode chegar até R$ 880, mas isso se o condutor ultrapassou 50% acima da velocidade permitida, que caracteriza conduta gravíssima.
Quem ultrapassar em até 20% o permitido cometerá infração média e a multa é de aproximadamente R$ 130, segundo o superintendente. Conduta grave é quando o motorista ou motociclista ultrapassam até 50% do permitido, multa é de R$ 150.
A volta dos radares, derruba a decisão do Presidente Jair Bolsonaro, que em agosto de 2019, proibiu a utilização desse serviço de fiscalização de trânsito.
FONTE:Rondoniaovivo
final materia 1
final materia

Deixe um comentário

WorldNet Notícias
Da costa Notícias
prime
Paiva Veículos Notícias
Atacarejo Preço Baixo Da Costa Notícias

Posts Relacionados