EM RONDÔNIA: Mais de 2 mil pessoas participam de audiência sobre o retorno das aulas

A Audiência Pública on-line para debater a retomada das aulas na Rede Estadual de Ensino aconteceu na manhã dessa terça-feira (27), pelo canal Mediação Tecnológica de Rondônia. Mais de duas mil pessoas participaram do evento transmitido pela internet, e reuniu diversos órgãos que expressaram opiniões técnicas sobre o assunto.
Após apuração, os argumentos registados na videoconferência e dados da enquete disponibilizados vão faz parte de um relatório a ser apresentado ao governador, coronel Marcos Rocha.
O titular da pasta da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Suamy Vivecananda, conta que mais de oito mil pessoas responderam ao link da enquete on-line disponibilizada durante a Audiência Pública. Os dados coletados serão tabulados.
A Audiência Pública foi orientada em reunião pelo Gabinete de Articulação para o retorno das aulas. O departamento planeja, orienta e traz à discussão tanto sobre o controle do exercício, do desenvolvimento das ações remotas da educação, quanto para um planejamento futuro. Envolve todos os órgãos de controle do setor e órgãos reguladores.
“A reunião pública foi para medir a opinião da sociedade quanto ao retorno às aulas. Tivemos uma grande atuação de pais, alunos, educadores e gestores, participando diretamente pelo chat. Com as respostas da enquete tiraremos ensinamentos e vamos saber o que o povo pensa, pois durante a audiência foram ouvidas as pessoas que defendem e as que não defendem o retorno das aulas. Entretanto, só podemos saber como agir quando os dados nos apontarem o caminho. Ontem foi apenas a discussão da temática. Foi uma audiência maravilhosa”, comenta o secretário.
Débora Machado Aragão, da Defensoria Pública do Estado de Rondônia (DPE) opinou que o período de pandemia foi de adaptações e que quando houver um retorno o mesmo deve ser hibrido.  “Parabenizo os professores, pais, mães e alunos que buscam vencer as dificuldades do ensino à distância. A acredito que neste ano, considerando principalmente que não temos segurança dos dados, com relação aos reflexos desta pandemia. Acredito que quando houver o retorno, o mesmo deve ser hibrido para que as crianças possam ir se adaptando. Um retorno paulatino “, disse a defensora.
Dentre as ações deliberadas pela Secretaria de Educação para a retomada das aulas estão: a mobilização da comunidade escolar, formação de servidores, desenvolvimento de ferramentas de mediação que possibilitam aulas on-line, o envolvimento dos professores e a Busca Ativa Escolar.
Entre os diversos órgãos representados estavam, o Tribunal de Contas de Rondônia (TCE), Ministério Público Estadual,  Ministério Público de Contas, Conselho Estadual de Educação, União Nacional dos Dirigentes Municipais e Estaduais (undime), Associação Rondoniense dos Municípios (Arom),  Associação dos Conselhos Tutelares, Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia (Sintero) e  Sindicato dos Professores e Professoras de Rondônia.
FONTE : GOVERNO DE RO
Nada para mostrar aqui

Deixe um comentário

Posts Relacionados

TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM BURITIS

Aconteceu hoje aproximadamente às 13 horas próximo da avenida Paraná st. 02 em Buritis uma tentativa de homicídio. O fato que ainda está sendo objeto