EUA deve reagir de modo sério se Bolsonaro recusar derrota, diz diplomata americano

O diplomata americano Arturo Valenzuela diz estar otimista sobre o futuro da democracia no Brasil, apesar das dificuldades atuais, e avalia que uma eventual recusa do presidente Jair Bolsonaro (PL) em aceitar o resultado das eleições de outubro deste ano será levado muito a sério pelos EUA e outros países. “Acho que não só os EUA, mas os países pelo mundo que estão preocupados com questões assim vão levar isso muito a sério, assim como muitos brasileiros”, disse o diplomata, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira (13). Para Valenzuela, ‘é um erro achar que há um processo que leva do subdesenvolvimento para instituições perfeitamente desenvolvidas.’ “É preciso haver um esforço constante para fortalecer e renovar as instituições. Há certa fragmentação das forças políticas no mundo, falta coesão, mas estou confiante de que vamos ver forças se unindo. E certamente espero que será o caso do Brasil também” “Sou otimista. Trabalhei no Brasil como pesquisador acadêmico por muitos anos. Fui convidado para ir ao Brasil quando a democracia foi restabelecida, para discutir como fortalecer as instituições. Estou bem confiante de que esse momento difícil será superado, mas não será fácil. Vemos uma fragmentação das instituições e a falta de partidos fortes e coesos.”, finalizou.

Fonte: Bahia.ba

Deixe um comentário

Posts Relacionados