Fantasia do mito: “Diminuir ICMS não baixa preço da gasolina e pode quebrar Estado e municípios”, diz governador do Acre

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Ainda durante entrevista concedida ao Boa Conversa, no ac24horas, na noite desta segunda-feira, 22, o governador Gladson Cameli (Progressistas) comentou a guerra de narrativa envolvendo governadores e o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) acerca do impacto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sob o preços da gasolina nos postos de combustíveis.

Segundo Cameli, é necessário que o governo federal tome providências sobre os excessivos reajustes, somente em outubro houve dois aumentos, que juntos somam 14,06%.

Na sua argumentação, Cameli citou, por exemplo, a questão da diminuição do ICMS sobre o combustível da aviação, que saiu de 25% a 3%, em sua gestão. Para o governador, o presidente Bolsonaro tem que por fim a indexação do preço da gasolina ao dólar.

“Eu só queria uma reunião pra ver de onde viria uma compensação porque não tem condição. É tu descobrir um santo pra cobrir outro e não diminuí. Eu diminuí o querosene da aviação e a passagem aérea diminuiu? É o dólar que manda, você pode colocar o ICMS em zero que não adianta. O que o governo federal tem que fazer é tirar essa regra. Se diminuir o ICMS, iremos colocar a folha de pagamento em risco, criaremos instabilidades e vai quebrar mais ainda os Estados e os municípios”, afirmou Cameli.

Fonte:Ac 24 horas

final materia 1 Irene

Deixe um comentário

Da costa Notícias
casa das alianças
roque
vloss

Posts Relacionados