Mais de 70 agroindústrias de RO trabalham com a produção de polpa

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
A produção de polpa de fruta congelada, iniciada na região nordeste, já se expandiu por todo o país, inclusive na região norte. Em Rondônia, 74 agroindústrias trabalham com este ramo de produção. Essa atividade está presente no Estado em pequenos empreendimentos rurais com mão-de-obra da agricultura familiar e tem ganhado grande espaço no mercado regional e nacional.
De acordo com o secretário de Estado da Agricultura (Seagri), Evandro Padovani, o Governo de Rondônia tem realizado várias ações e projetos para  fortalecer o setor das agroindústrias de polpas do estado, como por exemplo, a elaboração de projetos arquitetônicos e de instalações prediais para implantação e adaptação da Unidade Familiar de Processamento Agroindustrial (UFPA) e ou Agroindústria Familiar de Processamento Artesanal – (AFPA); celebração de convênios para aquisição de equipamentos para as agroindústrias; orientação e treinamento técnico envolvido na implantação, inspeção, gestão e comercialização dos produtos das UFPAs e AFPAs, além  da certificação do estabelecimento ou produto no Programa de Verticalização da Produção Agropecuária da Agricultura Familiar do Estado de Rondônia (Prove) para fomentar o acesso ao mercado consumidor, através de produtos oriundos das agroindústrias que possuem o selo.
“O produtor que tem o selo do Prove-RO tem direito a vários benefícios, como incentivos tributários e fiscais, prioridades nas análises de pedidos de licenciamentos ambientais, fornecimento gratuito de assistência técnica, acompanhamento técnico através de Anotação de Responsabilidade técnica (ATR), tudo isso com o intuito de fomentar o mercado das agroindústrias no Estado. O governador coronel Marcos Rocha quer mais investimentos na verticalização da produção no estado de Rondônia, principalmente na agricultura familiar, e juntos estamos buscando melhorias para o setor”, disse Padovani.
O suco de polpas de frutas durante a refeição é tradição na mesa dos brasileiros. Além de ser refrescante e saboroso, também é saudável e ajuda no bom funcionamento do nosso organismo, pois o processo de armazenamento mantém as propriedades intactas e frescas para consumo. Além do suco, as polpas podem ser utilizadas de diversas maneiras, tais como mousses, sorvetes, geleias, entre outros.
As agroindústrias de polpas de frutas trabalham com o congelamento da polpa, um método de conservação que preserva as características da fruta fresca e permite o seu consumo nos períodos de entressafra, bem como possibilita ao produtor uma alternativa na utilização das frutas sem mercado para comercialização in natura.
Após a colheita, a fruta passa pela lavagem e em seguida é selecionada, depois segue para o corte, descascamento, desintegração, despolpamento, acondicionamento, congelamento e por último o armazenamento. Todo esse processo é realizado para garantir maior qualidade do produto. Freezers, despolpadora, dosadora, mesas em aço inox de seleção, tanque de recebimento da polpa, tanque com agitador, tanque para lavagem, embaladeira automática e liquidificador industrial são os equipamentos essenciais utilizados dentro de uma agroindústria de polpas.
Goiaba, caju, cajá, graviola, maracujá, cupuaçu, tangerina, araçá-boi, manga, acerola, amora, carambola, laranja e abacaxi são as frutas mais produzidas em Rondônia. O produtor de polpas de frutas do município de Urupá, Wilson Rocha, ao chegar em Rondônia no ano de 1983, começou a plantar árvores frutíferas junto com sua família. A produção aumentou e a família decidiu vender a matéria prima para aumentar a renda familiar. Com o sucesso das vendas, decidiram fazer o processamento da fruta com ajuda de um técnico.
“A ideia de processar as frutas surgiu com a ajuda e incentivo de um técnico. Criamos a nossa agroindústria de produção de polpas de frutas congeladas. Hoje eu tenho plantação de graviola, acerola, goiaba, maracujá, laranja, amora, cajá-manga e a qualidade é 100%. Tudo é natural, plantado e colhido aqui na minha propriedade. Com o apoio do Governo do Estado, recebemos orientações técnicas e todo o serviço de regulamentação de documentação da nossa agroindústria, além de receber doação de equipamentos como as embaladeiras e câmara fria para o congelamento de polpas”, informou Wilson Rocha.
FONTE:ASSESSORIA
final materia 1
final materia

Deixe um comentário

WorldNet Notícias
Da costa Notícias
prime
Paiva Veículos Notícias
Atacarejo Preço Baixo Da Costa Notícias

Posts Relacionados