PASSANDO PANO: Prefeitura de Ariquemes tenta explicar multa a caminhão de oxigênio em hospital

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
A Prefeitura de Ariquemes saiu em defesa dos agentes de trânsito que multaram um caminhão que descarregava cilindros de oxigênio para o Hospital Regional, na manhã desta segunda-feira (18).
De acordo com Nota Oficial divulgada pela prefeitura, os agentes estavam desobstruindo a área de estacionamento do hospital, no momento em que o motorista do caminhão avançou no estacionamento proibido e começou a desembarcar os cilindros de oxigênio. Por esse motivo o caminhoneiro foi multado.
A declaração do executivo de Ariquemes não convenceu grande parte dos internautas rondonienses, que realizaram diversos questionamentos nas redes sociais oficiais da Prefeitura de Ariquemes.
“Que absurdo. De forma proposital avançou a proibição de estacionar. Os guardas foram solicitados para ajudar e pelo visto só atrapalharam. Tinham que multar pra mostrar autoridade”, disse a internauta Joice Rech.
Já outro internauta repudiou a nota da Prefeitura de Ariquemes. “É revoltante o posicionamento de vocês. As suas justificativas são, no mínimo, nojentas e indecorosas. Visto que, semana passada esse perímetro de trânsito ficou fechado impossibilitando que ambulâncias e qualquer outro tipo de trafego passasse nessa área, enquanto a guarda municipal usava desse subterfúgio para aplicar multas nas pessoas que precisavam sair e entrar no CAR para tratamento. Meu repudio há vocês”, disse Leonor Oliveira dos Santos.
Confira a nota na íntegra:
A Prefeitura de Ariquemes, por meio da Secretaria de Segurança e Trânsito (SEMUST), em virtude de um vídeo que circula nas redes sociais que visa desabonar a Guarda Municipal de Ariquemes, pela ocasião em que buscava o controle de tráfego junto às áreas de estacionamento em torno do Centro Afecções Respiratórias – CAR, esclarece que:
1) Foi acionado via Central de Operações, 153, que haviam veículos estacionados irregularmente em local proibido, próximo ao CAR;
2) Em deslocamento ao local, a Patrulha verificou que o denunciante tratava-se do motorista do Caminhão de transporte de oxigênio, uma vez que, o mesmo estava “impossibilitado” de descarregar os Cilindros de Oxigênio no CAR, requerendo a retirada de motos que estavam estacionados em locais proibidos;
3) Anota-se que, enquanto os Agentes procediam com a liberação do estacionamento, o condutor do caminhão, de forma proposital, avançou da proibição de estacionar, momento em que, fora solicitado o recuo do referido veículo, visando garantir a manobra de ambulâncias;
4) Veja, a intenção da Guarda Municipal era apenas o recuo do veículo da proibição de estacionar, sem que, fosse efetuada a autuação de trânsito, todavia, o motorista se recusou, e se dirigindo aos agentes para que efetuassem a multa, pois não recuaria o veículo em apenas 2 (dois) metros, aproximadamente;
5) A outro tanto, já fora determinado a regulamentação de vaga destinada à carga e descarga de equipamento e insumos destinados ao CAR.
FONTE:Rondoniaovivo – João Paulo Prudêncio
final materia 1
final materia

Deixe um comentário

WorldNet Notícias
Da costa Notícias
prime
Paiva Veículos Notícias
Atacarejo Preço Baixo Da Costa Notícias

Posts Relacionados