Polícia de Rondônia apura denúncia cabulosa em Escola em Vale do Paraíso

Na última segunda-feira (03) no município de Vale do Paraíso a Polícia Militar foi acionada pela direção de uma escola estadual que apresentou mensagens enviadas por uma pessoa adulta – cuja identidade foi mantida em sigilo – informando que um aluno da instituição com 15 anos de idade teria dito a uma terceira pessoa que seu colega de classe estaria planejando fazer um massacre semelhante aos que ocorreram no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Ainda segundo o apurado pelas autoridades policiais, o aluno relatou para uma tia sua que ele estaria com medo de ir à escola temendo que essa ameaça se concretizasse, e também porque ele teria “achado” uma faca no banheiro da instituição, e que outro aluno teria se apossado desse objeto cortante e escondido no calçado.

Ainda segundo os relatos, o aluno teria comentado que esse comportamento de esconder arma branca no calçado teria se tornado uma rotina entre alguns alunos da escola.

No entanto, até a última quarta-feira, o aluno que provocou o alerta e a preocupação na direção, professores e familiares em Vale do Paraíso se negou a informar a identidade do aluno que teria revelado desejo de cometer massacre na escola com uma faca, tampouco o nome do aluno que ele teria presenciado se apossar de uma faca que estava escondida dentro do banheiro.

Na quinta ele não compareceu à aula.

Como é uma situação em ambiente escolar, as autoridades policiais não podem afirmar, por ora, se há veracidade nas declarações feitas pelo adolescente em Vale do Paraíso, e nessa segunda-feira a polícia espera ouvir todos os envolvidos e citados para tranquilizar a comunidade escolar de Vale do Paraíso.

» Compartilhe esta notícia no WhatsApp

» Compartilhe esta notícia no Telegram

Deixe um comentário

Posts Relacionados