Polícia Federal apreendeu mais de R$ 200 mil em dinheiro durante operação contra o comércio ilegal de diamantes

Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão da “Operação Adamas”, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (28), nas cidades de Ariquemes e Guajará-Mirim, foram apreendidos R$ 204.765,00 em espécie, dinheiro estava na casa de um dos alvos da operação. Além do dinheiro apreendido, houve duas prisões em flagrante, uma por posse ilegal de arma de fogo e a outra por contrabando de cigarros. De acordo com a Polícia Federal, a investigação teve início em 2021, quando foi descoberta a comercialização de diamantes em um hotel na cidade de Guajará-Mirim. O Inquérito Policial apontou que os diamantes e outras pedras preciosas eram extraídos ilegalmente da Terra Indígena Roosevelt, e, levados por indígenas e pelos investigados para Guajará-Mirim para serem comercializados. Em seguida, os diamantes eram transportados para a Bolívia e seguiam para a Europa. A Organização Criminosa contava com a participação de servidor público estadual, advogado e alguns empresários. Ao todo foram cumpridos 7 mandados de busca e apreensão. Cerca de 30 policiais federais participaram da operação. Os investigados responderão pelo crime de lavagem de dinheiro, usurpação de bens da União e integrar organização criminosa, cujas penas somadas chegam a 23 anos.

Fonte: Jornal Rondoniavip

Deixe um comentário

Posts Relacionados