PRODUTIVIDADE: Plantio de soja da safra 2020/2021 é aberto oficialmente

 – O Plantio de Soja da Safra 2020/2021 foi aberto oficialmente na última quinta-feira (24.9) durante evento realizado na Fazenda Dois Corações, em Capinópolis (MG). O evento faz parte do Projeto Soja Brasil, uma parceria entre a Aprosoja Brasil, Canal Rural que está em sua nona edição.
Nem mesmo o distanciamento social, por conta da pandemia de coronavírus, diminuiu o tamanho da festa que foi transmitida ao vivo de maneira conectada e multiplataforma, mas sem a presença de público no local do plantio.
Para este ano as projeções da Aprosoja Brasil são de aumento de 3,81% da área plantada, que deve alcançar 38,43 milhões de hectares. A produtividade deve ter uma elevação de 0,76%, chegando aos 3,36 toneladas/ha, e a produção atingirá 129,15 milhões de toneladas, um crescimento de 3,44% em relação ao ciclo 2019/2020.
“Foi um grande evento, que mostrou a diversificação e o potencial da agricultura mineira. Após a abertura, tivemos a oportunidade de recepcionar e conversar sobre temas importantes para o setor com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, com a secretária de Estado da Agricultura, Ana Valentini, e com o deputado federal Zé Vitor (PL/MG), o único membro da Frente Parlamentar da Agropecuária presente ao evento”, comentou o presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Braz.
Com a voz embargada, o anfitrião do evento, o presidente da Aprosoja Minas Gerais, Wesley Barbosa de Freitas, falou sobre a importância deste tipo de evento. “É poder mostrar ao Brasil e ao mundo quem são os produtores por trás desta safra. Muitas vezes, falamos dos grandes números e não mostramos quem são eles, não falamos sobre como produzem com responsabilidade social e ambiental, e muito carinho. Nós trabalhamos de sol a sol e agora podemos mostrar isso para toda a sociedade”, afirmou Freitas.
Também marcaram presença o presidente da Aprosoja MT e vice-presidente da Aprosoja Brasil, Antônio Galvan, o presidente da Aprosoja Santa Catarina, Alexandre Di Domênico, o presidente da Aprosoja Maranhão, José Carlos Oliveira de Paula, o presidente da Aprosoja São Paulo, Gustavo Chavaglia, o deputado estadual Frederico D’ávila (SP), o vice-presidente da Aprosoja GO, Rogério Vian, o vice-presidente da Aprosoja Rondônia, Guilherme Teodoro, o diretor executivo da Aprosoja Brasil Fabrício Rosa, o ex-presidente da entidade e atual vice-presidente da Federação de Agricultura de Mato Grosso (Famato), Marcos da Rosa, além de produtores, representantes de entidades de classe e pesquisadores.
Os presidentes da Aprosoja Bahia, Alan Juliani, da Aprosoja Goiás, Adriano Barzotto, da Aprosoja Paraná, Márcio Bonesi, e da Aprosoja Mato Grosso do Sul, André Dobashi, participaram de forma remota.
O evento teve a participação via internet do diretor de Inovação do Ministério da Agricultura, Cleber Soares, que falou sobre a Política Nacional de Bioinsumos. O secretário de Política Agrícola do Mapa, Cesar Halum, respondeu questões sobre formas de tornar mais amplo as ferramentas de seguro agrícola. O meteorologista Celso Oliveira, da Somar, falou sobre as possibilidades de ocorrência do fenômeno La Niña na safra 20/21. O analista da consultoria Safras & Mercado, Luiz Fernando Gutierrez, falou sobre a influência do clima nos preços da soja no Brasil.
O professor de economia da Universidade de São Paulo (USP) Celso Grisi confirmou que 2021 promete ser um ano mais desafiador para a gestão financeira das propriedades. O encontro teve também, a participação do Chefe Adjunto de Transferência de Tecnologia da Emprapa Soja, Alvadi Balbinot, que falou sobre melhoramento genético para sementes.
FONTE : APROSOJA BRASIL
Nada para mostrar aqui

Deixe um comentário

Posts Relacionados

TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM BURITIS

Aconteceu hoje aproximadamente às 13 horas próximo da avenida Paraná st. 02 em Buritis uma tentativa de homicídio. O fato que ainda está sendo objeto