SEMANA DO DOADOR: Fhemeron incentiva reposição do estoque de sangue em todo o Estado

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron) programou para a Semana Nacional do Doador de Sangue, de segunda a sexta-feira (23 a 27 de novembro), uma série de atividades para convidar e incentivar as doações de sangue em todo Estado, a fim de marcar esta data e atender a crescente demanda agravada pela pandemia da Covid-19 que, por medo, afastou muitos doadores.
De acordo com a assistente social Maria Luiza Pereira, responsável pela captação da Fundação Estadual que coordena os hemocentros em todo o Estado, os estoques de sangue nessas unidades coletoras estão bem abaixo do normal e muitos tipos sanguíneos já estão faltando, por isso é importante que os doadores compreendam este momento e mantenham o ritmo das doações ante a drástica queda dessas ações, um fenômeno que atinge a todo o País e que depende da solidariedade de todos neste ato para salvar vidas.
PROMOÇÃO PARA INCENTIVAR DOADORES
Maria Luíza explicou que há um esforço geral das pessoas, organismos e entidades na realização da Semana do Doador em Rondônia, e que promoções serão realizadas para incentivar as doações, como a iniciativa de uma associação de clubes de Porto Velho, que vai disponibilizar 100 mudas de ervas medicinais para a Fhemeron distribuir entre os doadores na abertura da semana, além da apresentação de músicos violinistas portovelhenses, para recepcionar os doadores na Capital com o carinho da boa música, ação que também é patrocinada pela associação.
DOAÇÕES SEGURAS
Sobre os procedimentos para doação, a assistente social da Fhemeron informou que, mesmo antes da Semana Nacional do Doador de Sangue, a Fundação já vinha adotando medidas práticas para a segurança dos doadores. Ela informou que a pessoa não precisa ter medo de doar, pois a Fundação planejou e implantou várias medidas com este fim, para evitar aglomerações e qualquer risco de contaminação pela Covid-19 dos voluntários da Fundação.
“Por isso faço um convite/apelo a todos para que confiem e pratiquem este nobre ato de solidariedade e amor ao próximo”, disse Maria Luiza, convidando os doadores – inclusive os acometidos e curados da Covid-19 há mais de 30 dias – a comparecerem na Fhemeron das 7h15 às 18h, podendo ser utilizados os números 99984-0125 (WhatsApp) ou 3216-2234, ambos para tirar dúvidas. Todos os cuidados com a higienização foram intensificados em todos os hemocentros do Estado, como lavagem e assepsia das mãos, uso de antissépticos e higienização de instrumentos e superfícies (cadeiras, mesas), para garantir a segurança do doador.
IMPORTANTE SABER
De acordo com publicação do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito), que tem a chancela do Ministério da Saúde (MS), o sangue recebido em doação é dividido em diversos componentes, como plaquetas, plasma e hemácias, e por isso, uma única coleta pode servir para a recuperação de várias pessoas que esperam doação. Neste ponto importa esclarecer que o doador não deve preocupar-se com a quantidade de sangue que doará, visto que uma pessoa adulta tem cerca de cinco litros de sangue circulando no corpo, e que numa doação são coletados, no máximo, 450ml. E esta quantidade retirada não afeta a saúde do doador, conforme explicações do Ministério da Saúde, assegurando que a recuperação dos níveis de sangue no corpo é imediata após a doação.
A Semana Nacional do Doador de Sangue foi criada pelo Decreto nº 10.036/2003, oficializando a última semana do mês de novembro para o evento, que reconhece a importância da doação de sangue como um gesto de solidariedade e amor ao próximo, e como o meio para incentivar e tocar a sensibilidade das pessoas para a importância da doação.
FONTE:ASSESSORIA
Nada para mostrar aqui

Deixe um comentário

Posts Relacionados

TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM BURITIS

Aconteceu hoje aproximadamente às 13 horas próximo da avenida Paraná st. 02 em Buritis uma tentativa de homicídio. O fato que ainda está sendo objeto