SETOR PRODUTIVO: Centro de treinamento incentiva produção do capiaçu em Rondônia

Com rico valor nutricional e menor custo ao produtor rural, a variedade do capim-elefante, (o capiaçu), é uma alternativa à alimentação bovina, particularmente na forma de silagem ou picado verde. A variedade pode ser retirada gratuitamente no campo experimental do Centro de Treinamento da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Centrer-Emater), em Ouro Preto do Oeste.
Estudos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) sobre o capiaçu – resultado de clonagem de outras espécies do capim-elefante a partir da década de 1980 – demonstraram que a variedade clonada tem rendimento melhor e a produção é de custo mais baixo ao produtor.
A espécie produz 50 toneladas ao ano por hectare, desde que os cuidados de manejos sejam respeitados. O capiaçu pode chegar até quatro metros de altura, porém, a partir 1,80 metro já pode ser colhido para o preparo de silagem ou alimentação “in natura”. A planta é susceptível a ataques de praga, como a cigarrinha, por exemplo.
“É uma variedade de alta produtividade hectare e pode alimentar até 45 animais. A planta deve ser adubada com fósforo no início do plantio e, no decorrer do desenvolvimento, com potássio e nitrogênio”, ensina a extensionista Lília Barbosa, da Emater de Ouro Preto do Oeste.
O capiaçu é excelente matéria-prima para produção alimentícia bovina, especialmente no longo período da seca em Rondônia. “É um capim bem resistente e capaz de preservar por mais tempo os nutrientes necessários para o gado, tanto leiteiro, quanto ao de corte”, ressalta Lilian Barbosa.
CAMPO EXPERIMENTAL
No campo experimental do Centrer, o capiaçu está sendo cultivado numa área de 2.500 metros quadrados, uma parceria do órgão estadual com o Instituto Federal de Rondônia (Ifro – campus de Colorado do Oeste). O objetivo é servir para o acompanhamento dos estudantes e fornecer mudas de alta qualidade ao pequeno produtor.
“O foco do Governo de Rondônia, por meio da Emater, é ofertar o melhor para o produtor rural em todas as áreas do setor produtivo. No caso do capiaçu, auxiliar aos estudantes do Ifro. O capiaçu é um desses recursos para o fortalecimento da pecuária de corte e leiteira”, pontuou a administradora do Centrer, Karina Bachiega.
FONTE: ASSESSORIA
Nada para mostrar aqui

Deixe um comentário

Posts Relacionados

TENTATIVA DE HOMICÍDIO EM BURITIS

Aconteceu hoje aproximadamente às 13 horas próximo da avenida Paraná st. 02 em Buritis uma tentativa de homicídio. O fato que ainda está sendo objeto